Publicidade
Repórter News - reporternews.com.br
Internacional
Domingo - 11 de Fevereiro de 2007 às 12:49

    Imprimir


Portugal organiza neste domingo um referendo para decidir se legaliza o aborto, um assunto polêmico para um país de maioria católica, onde a maior preocupação é se haverá participação suficiente para que a consulta seja válida.

Apesar de as últimas pesquisas mostrarem que quase dois em cada três portugueses estavam a favor de eliminar a proibição ao aborto, o resultado não está garantido.

Em 1998, durante uma consulta similar, mais da metade dos 8,7 milhões de eleitores não depositou seu voto, e a proibição se manteve.

Caso a consulta de domingo não mude a legislação, Portugal continuará fazendo parte do pequeno grupo de países europeus, incluindo Irlanda e Polônia, onde o aborto é penalizado.

A campanha pelo "sim" foi centrada nos 23 mil abortos clandestinos que se estima que são feitos por ano, qualificados pelo primeiro-ministro socialista Jose Socrates como "a ferida mais vergonhosa" do país.

A consulta começou às 6h (horário de Brasília) e terminará às 17h.





Fonte: Reuters

Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: http://reporternews.com.br/noticia/242699/visualizar/