Repórter News - reporternews.com.br
Meio Ambiente
Sábado - 03 de Fevereiro de 2007 às 14:07

    Imprimir


Uma empresa argentina desenvolveu um motor, já patenteado em 140 países, que funciona parcialmente com água, ajudando a combater o aquecimento global por meio da redução da queima de combustíveis fósseis. O novo motor, da firma Solmi, funciona 30% com água e 70% com gasóleo e já está sendo utilizado em alguns ônibus da cidade de Rosári, cerca de 300 quilômetros ao noroeste de Buenos Aires, e em uma embarcação quebra-gelo que partiu recentemente rumo à Antártida.

O "Patagonia Ice Lady", da Associação de Exploração Científica Austral, é a única embarcação do mundo que funciona com um motor híbrido. Além da economia representada pela substituição de combustíveis fósseis por água, o novo motor polui menos o meio ambiente e ajuda nos estudos sobre o aquecimento global - um dos objetivos da viagem foi justamente a análise do impacto do fenômeno.

Os irmãos Sergio e Víctor Solmi, inventores do novo motor, criaram o produto devido principalmente à sua "preocupação com o meio ambiente". Outro motivo, explicou Sergio Solmi, é que ambos consideram que "em um litro de água há tanta energia como em três de gasolina".

A origem do revolucionário modelo foi uma pergunta que eles se fizeram há cinco anos: "Por que um carro anda mais rápido quando chove?". "Antigamente, a água era utilizada para aumentar por alguns minutos a potência dos motores, mas agora nosso único objetivo é a economia de energia", contou Sergio. "Lendo velhos livros de mecânica, descobrimos a prática esquecida de acrescentar água para aumentar a potência. Esta técnica, utilizada durante a Primeira Guerra Mundial, caiu em desuso com o surgimento das turbinas", disse.

A tecnologia híbrida desenvolvida pelos irmãos argentinos permite obter uma combustão com menos emissões de gases do efeito estufa e reduzir o consumo do hidrocarboneto em até 20%. "O que pretendemos é fazer uma contribuição para combater os gases do efeito estufa", afirmou o empresário-inventor. O dióxido de carbono (CO2) representa atualmente 82% do total das emissões de gases do efeito estufa. Nas cidades, 98% delas provêm dos automóveis.





Fonte: EFE

Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: http://reporternews.com.br/noticia/244320/visualizar/