Repórter News - reporternews.com.br
Politica Brasil
Sexta - 12 de Janeiro de 2007 às 08:05

    Imprimir


O deputado estadual eleito pela Região do Araguaia – Daltinho – adiantou que o nome a ser indicado pelo PMDB para ocupar a Segunda Secretaria da Assembléia Legislativa, será escolhido pelo voto da bancada. O parlamentar também manifestou que “o apoio em bloco da bancada do PMDB à chapa de Sérgio Ricardo e José Riva na eleição da Mesa Diretora não prevalecerá caso ocorra alguma tentativa de interferência externa na decisão da bancada estadual do partido.

O parlamentar observou com ênfase a existência de um acordo que reserva ao PMDB ocupar a Segunda Secretaria e que somente a bancada e o partido podem decidir quem ocupará o cargo. Daltinho defende que é fundamental respeitar os critérios estabelecidos, afirmando que qualquer tentativa de agentes alheios ao partido e à bancada influenciará na decisão de âmbito estritamente interno do PMDB, representará um desrespeito inaceitável ao partido e aos deputados da bancada.

“Isso provocará o rompimento automático do acordo para compor a chapa encabeçada por Sérgio Ricardo e José Riva”, afirmou Daltinho. Além do rompimento do acordo, a ingerência externa pode implicar no fortalecimento de um bloco parlamentar independente, o que fragilizará sobremaneira a direção do Legislativo perante o governo e a sociedade, devido a divisão de forças dentro do parlamento estadual.

Daltinho entende ser mais do que justa a participação do PMDB na Mesa, pois o partido ocupou a Primeira Secretaria e depois a presidência nos últimos quatro anos. E enfatizou que o lançamento de seu nome à vaga do PMDB na Segunda Secretaria, tem como base viabilizar a participação do Vale do Araguaia, que há muitos anos está marginalizado. “O meu nome dá mais equilíbrio na representação da Mesa Diretora, na medida em que inclui mais uma região, pois entre os sete nomes divulgados por alguns órgãos de imprensa, quatro são de Cuiabá”, argumentou Daltinho, apontando que na chapa inicialmente proposta para a Mesa Diretora há predomínio absoluto do Baixada Cuiabana, em detrimento de outras regiões”.

Daltinho esclareceu que o acordo da bancada do PMDB para indicar o nome de Walter Rabello para a Segunda Secretaria não passou por nenhuma discussão interna no partido e na bancada. “A participação de Walter Rabello na chapa para a Mesa Diretora é um entendimento dele (Rabello) e ele não fala pelo partido. A vaga é do PMDB e o partido vai definir o nome no voto”, afirmou Daltinho.

Na luta pela eleição do cargo na Mesa, que ocorrerá imediatamente após à posse dos deputados eleitos em 1º de fevereiro, Daltinho garante que será o vencedor. Dos quatro parlamentares do PMDB, Daltinho conta com o seu voto e o apoio do deputado Juarez Costa, enquanto Rabello tem o próprio voto e o do deputado Zé do Pátio. A prevalecer esse cenário Daltinho seria beneficiado pelo critério do desempate, que favorece quem tem mais idade. Daltinho tem 43 anos completos e Walter Rabello apenas 40 anos.





Fonte: Olhar Direto

Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: http://reporternews.com.br/noticia/249015/visualizar/