Repórter News - reporternews.com.br
Economia
Quarta - 29 de Novembro de 2006 às 17:13

    Imprimir


O empresário Aldo M. da Silva e diretores das empresas Aldo Biodiesel e Amazônia Eco Biodiesel foram recebidos pelo prefeito de Conquista D´Oeste, Walmir Guse, nesta segunda-feira (27/11), para discutir a proposta de implantação de um projeto de produção de biodiesel no município evolvendo a agricultura familiar.

A Aldo Biodiesel detém tecnologia própria para a produção de biocombustível, fabricando através da Amazônia Eco Biodiesel, empresa do mesmo grupo, usinas modulares para 12 a 96 mil litros/dia, consideradas as mais eficientes do mercado. “Seguramente nós temos hoje a melhor tecnologia para a produção de biodiesel. Através do processo de transferência por pressão negativa, conseguimos uma redução em torno de 80% no custo de implantação. Além disso, a nossa usina, que é totalmente automatizada, tem um custo operacional de apenas 5% em comparação as demais tecnologias disponíveis”, revela o empresário.

Aldo avalia que Conquista D´Oeste, reúne condições excepcionais para integrar a agricultura familiar a cadeia produtiva do biodiesel. “A agricultura familiar de Conquista é referência estadual, e o prefeito Walmir Guse vem demonstrando que a saída para o pequeno produtor rural é a agregação de valor, através da diversificação e do associativismo. Mais do que fornecer equipamentos para a indústria de biodiesel de Conquista D´Oeste, nos pretendemos trabalhar em parceria com o município. Temos certeza de que em pouco tempo Conquista D´Oeste se transformará num dos principais pólos de desenvolvimento do biodiesel em Mato Grosso”, disse.

Pelos proposta apresentada, na fase inicial, com a produção de 12 mil litros/dia, serão agregados mais de R$ 6 milhões/ano a economia local, considerando apenas a substituição do consumo de diesel. E dependendo do tipo de matéria prima utilizado (pinhão-manso, girassol, caroço de algodão, babaçu, amendoim ou soja), a produção de farelos protéicos para ração e/ou adubo orgânicos, acrescentaria pelo menos mais R$ 30 milhões.

O prefeito Walmir Guse, considera que além de agregar renda, o biodiesel proporciona redução de custos do combustível e da ração, viabilizando a adoção de técnicas mais produtivas pelos produtores do município. Walmir, disse que pretende reunir uma grupo de investidores locais para conhecer algumas indústrias construídas pela empresa, nos próximos dias. Depois de conhecer de perto o funcionamento das usinas fabricadas pela Amazônia Eco Biodiesel, ele acredita que será possível mobilizar um grupo de investidores do próprio município para implantar o projeto.

Depois do encontro no gabinete da Prefeitura, o grupo acompanhou o Prefeito e o agrônomo Clodoaldo Moreno, na visita a plantações de pinhão-manso, que é utilizado como cerca viva por muitos pecuaristas. Constatando a produtividade e a rusticidade da planta que se adapta muito bem as condições de clima e solo da região.

“Após o terceiro ano, o produtor que cultivar 5 há de pinhão-manso, poderá obter uma renda mensal em torno de R$ 2 mil”, revelou o gerente comercial da empresa, Capela.





Fonte: Agência de Notícias dos Municípios

Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: http://reporternews.com.br/noticia/257483/visualizar/