Repórter News - reporternews.com.br
Economia
Sexta - 24 de Novembro de 2006 às 14:20

    Imprimir


O grupo Eletrobrás teve sua primeira participação efetiva no leilão de transmissão da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), que ocorreu hoje no Rio de Janeiro. No primeiro lote, a Eletronorte apresentou proposta, mas ficou bem distante do vencedor (espanhola Elecnor). Furnas entrou nos outros três, mas também não chegou perto do primeiro colocado.

O quinto lote foi arrematado pela Companhia Hidrelétrica do São Francisco (Chesf), que se refere a 198 quilômetros entre os municípios de Funil e Itabepi, na Bahia. A companhia levou o lote com um deságio de 57,06% e proposta de receita estimada de R$ 3,75 milhões por ano.

Logo após a conclusão do primeiro lote, o presidente de Furnas, José Pedro Rodrigues, comentou que, se os deságios seguintes permanecessem na casa dos 50%, "certamente a Eletrobrás estaria de fora" de todas as concessões de hoje. Por isso, a vitória da Chesf foi considerada uma surpresa entre os presentes.

Já a espanhola Cobra Instalaciones Y Serviços arrematou hoje o segundo lote de linhas de transmissão da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) referente a três empreendimentos, de extensão aproximada de 308 quilômetros, na região de Ribeirão Preto (SP).

A companhia levou o lote com deságio de 58,22%, oferecendo uma proposta de receita anual de R$ 24,430 milhões, ante a sugerida pela reguladora, de R$ 56 milhões. A Cobra disputou o lote durante uma hora, em viva-voz, com a colombiana Interconexion Eléctrica. Outros oito grupos haviam feito propostas em envelope fechado.

Viva-voz

A Cobra Instalaciones Y Serviços venceu também o terceiro lote do leilão, equivalente a dois empreendimentos, com extensão de cerca de 412 quilômetros - também na região de Ribeiro Preto (SP). A empresa arrematou o projeto com deságio de 51,85%, após proposta de R$ 18,499 milhões.

A exemplo dos dois lotes anteriores, este terceiro também partiria para o viva-voz, mas a espanhola Isolux, que havia oferecido R$ 18,54 milhões, desistiu da disputa. Outros sete grupos apresentaram propostas na etapa de envelope fechado.

A colombiana Interconexion Eléctrica arrematou quatro lotes do leilão, referentes a um empreendimento na região de Contagem (MG). A empresa ofereceu proposta de receita anual de R$ 10,769 milhões, o equivalente a um deságio de 40% do estabelecido pela agência reguladora.

O sexto lote do leilão ficou com a Companhia Técnica de Engenharia Elétrica, referente a 107 quilômetros de um empreendimento no interior do Espírito Santo. Já o sétimo e último lote foi arrematado pela Companhia Técnica de Engenharia Elétrica. O lote refere-se a 115 quilômetros de dois empreendimentos na região de Foz de Iguaçú, no Paraná. A empresa levou o lote com uma proposta de receita anual estimada em R$ 5,7 milhões, equivalente a um deságio de 33,62% sobre o proposto pela agência reguladora.





Fonte: AE

Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: http://reporternews.com.br/noticia/258592/visualizar/