Repórter News - reporternews.com.br
Economia
Sexta - 24 de Novembro de 2006 às 13:45

    Imprimir


A Petrobras e a Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf) vão estudar o potencial para o plantio de cana-de-açúcar e oleaginosas em regiões da Bahia, Pernambuco e Piauí. O objetivo é transformar as regiões em produtores de álcool e biodiesel para exportação. Em convênio assinado hoje, Petrobras e Codevasf se comprometeram a concluir os estudos em nove meses.

Segundo o diretor de abastecimento da estatal, Paulo Roberto Costa, a empresa precisa de novos volumes de álcool para cumprir o acordo de exportação para o Japão, assinado recentemente com o governo japonês. A Petrobras e a estatal japonesa Nippon Alcohol Banhai são sócias na Brazil-Japan Ethanol, empresa criada com o propósito de incentivar o uso do álcool combustível naquele país.

"Já avançamos bastante na busca de mercado para o álcool, agora precisamos avançar na busca por fornecimento no Brasil", disse Costa. "O mercado internacional quer álcool, mas quer a Petrobras para assegurar a logística e os contratos de longo prazo", destacou o ministro da integração nacional, Pedro Brito Nascimento.

Segundo o ministro, os custos do convênio são "irrelevantes", já que o pessoal utilizado para fazer a avaliação das áreas será recrutado dentro da Petrobras e no ministério. Ele informou que a análise vai compreender 400 mil hectares de área irrigada e que já há projetos para o plantio de cana que pode ser desenvolvidos na região. No caso do biodiesel, disse, o ideal são as culturas de mamona, dendê e pinhão manso. Ainda segundo o ministro, o governo de Minas Gerais já foi contatado para participar do projeto, uma vez que o Rio São Francisco nasce e percorre grande extensão no Estado.





Fonte: AE

Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: http://reporternews.com.br/noticia/258605/visualizar/