Publicidade
Repórter News - reporternews.com.br
Polícia Brasil
Domingo - 19 de Novembro de 2006 às 16:33

    Imprimir


A polícia prendeu na tarde deste domingo Luiz Eduardo Cirino, assassino confesso do casal Sebastião Esteves Tavares, 71, e Ilda Gonçalves, 67. Ambos foram mortos a facadas na manhã da última sexta-feira. Cirino ligou para o 190 e confessou o crime antes de se entregar na Igreja Nossa Senhora de Fátima, na avenida Dr. Arnaldo, região próxima ao local do crime.

Neste momento, Cirino está sendo encaminhado para a sede do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa. Ainda não há informações sobre a motivação do crime.

A polícia havia encontrado manchas de sangue no muro da casa do casal, que indicavam uma fuga após o crime. Também estavam na casa Isaura da Purificação Gonçalves, 93 anos, mãe de Ilda, e Rogério Tavares, 42 anos, filho do casal. O casal foi enterrado na tarde do sábado.

Apesar de ter sido encontrado esfaqueado no pescoço, Rogério chegou a ser apontado como suspeito, já que a polícia precisou arrombar a porta da casa para entrar. Os rastros de sangue afastaram essa suspeita, mas isso não impediu que os muros da família fossem pichados com ofensas contra Rogério.

A avó teria relatado a presença de um homem encapuzado na casa. A mesma versão era dada por Rogério, que foi hospitalizado para tratar os ferimentos, mas já teve alta.

O delegado do Departamento de Homicídios e Proteção è Pessoa (DHPP), José Vinciprova, pretendia colher depoimentos de dez pessoas a partir de terça-feira, entre vizinhos, vigias da rua e pessoas que trabalhavam próximo ao local do crime na rua Cayowaá. A arma do crime não foi encontrada.





Fonte: Terra

Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: http://reporternews.com.br/noticia/259838/visualizar/