Repórter News - reporternews.com.br
Internacional
Domingo - 19 de Novembro de 2006 às 16:28

    Imprimir


O presidente americano, George W. Bush, defendeu neste domingo a liberdade de culto ao orar numa igreja de Hanói, mas evitou toda crítica contra o Vietnã, cujo nome foi retirado há uma semana da lista de países que reprimem as religiões.

O presidente e sua esposa, Laura Bush, que estão desde sexta-feira no Vietnã para a cúpula anual do Fórum de Cooperação Econômica Ásia-Pacífico (Apec), rezaram em meio a fiéis protestantes e católicos na igreja de Cua Bac, construída em 1927 durante o período colonial francês.

Depois da missa, George W. Bush, cristão praticante, elegiou a liberdade religiosa como um dos direitos fundamentais de cada indivíduo na sociedade.

"Minha esperança é que as pessoas em todo o mundo possam manifestar a liberdade religiosa. Esta é nossa maneira de expressar nossa fé pessoal e, ao mesmo tempo, pedir para as sociedades se sentirem confiantes em dizer a seus membros: 'se querem louvar a Deus, podem fazê-lo como quiserem'".





Fonte: EFE

Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: http://reporternews.com.br/noticia/259839/visualizar/