Publicidade
Repórter News - reporternews.com.br
Politica Brasil
Quarta - 18 de Outubro de 2006 às 18:49

    Imprimir


Dos 27 senadores eleitos no último dia 1º de outubro, quatro são agropecuaristas, segundo estatística divulgada nesta quarta-feira pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), a partir das declarações feitas no registro da candidatura. Já entre os 17 novos governadores eleitos no primeiro turno, a ocupação mais comum é a de governador; oito foram reeleitos.

O governador eleito mais velho é Ottomar Pinto (PSDB), de Roraima, aos 75 anos. No Senado, Epitácio Cafeteira (PTB-MA), ex-governador e ex-senador, aos 82 anos, é o mais velho da nova bancada.

A maioria dos novos senadores e governadores têm curso superior completo. Dos 17 governadores eleitos, 12 completaram o curso superior. Um tem apenas o ensino fundamental completo. Da nova bancada no Senado, 20 também concluíram os cursos na faculdade. Todos os novos senadores têm, ao menos, o ensino médio concluído.

Ocupações Entre os 27 novos senadores, quatro são agropecuaristas e quatro vieram da Câmara dos Deputados. Há, ainda, dois economistas, dois advogados, um aposentado, um administrador, um pedagogo, um ex-ministro do governo Lula, um médico, um servidor público estadual, um empresário e um professor do ensino fundamental. Cinco declararam a profissão de senador, embora sete tenham se reelegido. E dois não especificaram a profissão.

Dos quatro agropecuaristas, dois eram governadores: Joaquim Roriz (PMDB), do Distrito Federal; e Marconi Perillo (PSDB), de Goiás. Jarbas Vasconcelos (PMDB), que declarou a profissão de advogado, também era governador (Pernambuco).

Embora apenas cinco tenham declarado a ocupação de senador, na verdade, sete foram reeleitos: José Sarney (PMDB-AP), Pedro Simon (PMDB-RS), Maria do Carmo Alves (PFL-SE), Eduardo Suplicy (PT-SP), Mozarildo Cavalcanti (PTB-RR), Álvaro Dias (PSDB-PR), Tião Viana (PT-AC).

Dos 17 governadores eleitos no primeiro turno, oito foram reeleitos: no Amapá, Amazônia, Espírito Santo, Minas Gerais, Mato Grosso, Rondônia, Roraima e Tocantins. Entre os outros nove governadores, há um economista, um médico, um advogado, um bancário, um professor e um engenheiro.

Um deputado federal (José Roberto Arruda, do PFL) vai assumir o governo do Distrito Federal, enquanto o estado de Alagoas será governado por um senador: Teotônio Vilela Filho (PSDB). Um ex-ministro de Estado, Jaques Wagner (PT), vai chefiar o Executivo da Bahia.





Fonte: terra

Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: http://reporternews.com.br/noticia/267596/visualizar/