Publicidade
Repórter News - reporternews.com.br
Politica Brasil
Quarta - 18 de Outubro de 2006 às 12:45
Por: Ângela Fogaça

    Imprimir


O prefeito de Lucas do Rio Verde, Marino Franz, acompanhado de diretores da Eletronorte e Sadia, participa hoje de manhã, em Brasília, de uma reunião na Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) para apresentação do projeto de implantação da empresa de alimentos no município.

De acordo com a assessoria, serão discutidas ainda questões ligadas à infra-estrutura elétrica. No último dia 05 de setembro, Franz, juntamente com o prefeito de Campo Verde, esteve reunido com o ministro das Minas e Energia Silas Rondeau, o deputado Carlos Abicalille o vice-presidente de operações da Cemat, Antônio Braga. Na ocasião, o ministro assegurou que o desenvolvimento do Estado não será impedido por problemas no fornecimento de energia elétrica.

Além de mostrar as características do investimento, números relativos ao sistema produtivo, geração de empregos e o impacto que a empresa vem provocando na economia de toda a região, a reunião de hoje tratará da demanda de energia elétrica inicial e final da planta industrial e questões referentes ao atendimento com a configuração da rede atual e após reforço já previsto do Plano de Energia Elétrica do Estado (PDEE).

Na opinião do prefeito, que visitou ontem o canteiro de obras, o processo de instalação da empresa de alimentos em Lucas do Rio Verde representa muito mais que o ingresso no segundo ciclo econômico para a região, com a transformação de proteína vegetal em proteína animal. Para ele, apesar da crise que o setor agrícola está vivendo, trata-se de um gigantesco investimento e enorme desafio, tanto para a Sadia quanto para o poder público.

Segundo Franz, as obras de terraplenagem, do abatedouro de aves, de suínos e de produção de embutidos, que já foram concluídas, bem como o andamento da construção de silose algumas granjas da unidade industrial, contribuíram para a redução do reflexo da crise no comércio local.

Uma boa parte da mão-de-obra dispensada durante etapa final da usina hidrelétrica Canoa Quebrada, foi reaproveitada na construção do complexo industrial. "A empresa tem sido extremamente responsável quanto à execução do projeto. E o executivo não tem medirá esforços para ser um parceiro à altura deste que é um dos maiores empreendimentos em curso no país", salientou o prefeito.





Fonte: Só Notícias

Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: http://reporternews.com.br/noticia/267693/visualizar/