Publicidade
Repórter News - reporternews.com.br
Politica Brasil
Quarta - 20 de Setembro de 2006 às 20:04

    Imprimir


O presidente da Câmara, Aldo Rebelo, destacou há pouco a necessidade de se apurar rapidamente as responsabilidades no caso envolvendo o "Dossiê Vedoin". A declaração foi feita após reunião com o presidente Lula e o comando da campanha da reeleição no Palácio da Alvorada.

O caso do dossiê trata do suposto envolvimento do ex-assessor especial do presidente Lula Freud Godoy e da prisão dos petistas Gedimar Passos e Valdebran Padilha, flagrados com R$ 1,7 milhão - dinheiro que supostamente seria usado para pagar o DVD e as fotos contendo imagens de José Serra e Geraldo Alckmin em solenidade de entrega de ambulâncias da empresa Planam, em 2001. Para o PT, as imagens demonstram uma ligação entre Serra, Alckmin e a "máfia das ambulâncias". A denúncia foi publicada na revista IstoÉ.

Clima de tranqüilidade

Aldo destacou que o presidente Lula mostrou-se indignado com a situação. Ele garantiu que, apesar disso, a reunião ocorreu em clima de tranqüilidade. "Manifestei minha opinião sobre a necessidade de apuração tanto da tentativa de venda do dossiê, quanto das denúncias envolvendo outras responsabilidades na máfia das sanguessugas", disse.

O presidente da Câmara também manifestou o desejo de que não haja incidentes na reta final da campanha. "O que eu espero, além da apuração de todas as denúncias, é que as eleições transcorram em ambiente democrático, e que a vontade do povo brasileiro seja respeitada", ressaltou.

Questionado por jornalistas, Aldo disse que não existe temor de que ocorra algum tipo de golpe na reta final da campanha. Entretanto, lembrando Getúlio Vargas e Juscelino Kubitschek, Aldo ressaltou que o processo eleitoral no Brasil é sempre muito disputado. "Há sempre quem, num rompante de aventura, ache que possa substituir a vontade popular", declarou Aldo. "Quem imagina que pode romper o ambiente de tranqüilidade não encontrará respaldo na população e no País."

O presidente da Câmara também declarou que respeita a Polícia Federal pela sua atuação e destacou que a PF terá um papel importante na apuração do fatos.

Processos na Câmara

Em relação à Câmara dos Deputados, Aldo Rebelo disse acreditar que, depois das eleições, os processos de cassação serão retomados normalmente. "Temos uma CPI, o Conselho de Ética, e todo esse processo vai se definir com tranqüilidade", avaliou.





Fonte: Agência Câmara

Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: http://reporternews.com.br/noticia/274509/visualizar/