Publicidade
Repórter News - reporternews.com.br
Cidades/Geral
Sábado - 16 de Setembro de 2006 às 16:26

    Imprimir


Com as presenças do secretário-chefe da Casa Civil do Governo de Mato Grosso, Antonio Kato, prefeito de Cáceres, Ricardo Henry, desembargador Jurandir Florêncio de Castilho e professores da Universidade de Mato Grosso (Unemat), além de representantes de instituições comunitárias, foi inaugurado neste sábado (16) o Centro de Excelência em Comércio Exterior de Cáceres (210 Km de Cuiabá), na Casa de Mestrado da Unemat, situada no centro da cidade.

A inauguração do Centro de Excelência de Cáceres lotou o auditório, e teve início às 10 horas, sendo apresentado um vídeo explicativo sobre o trabalho que a Universidade de Mato Grosso – presente em 114 municípios de MT - vem realizando em Mato Grosso há 28 anos, difundindo seus cursos também às comunidades indígenas.

A assinatura do convênio celebrado entre Governo de Mato Grosso, Facmat, Prefeitura de Cáceres e Associação Comercial e Empresarial de Cáceres, para o funcionamento do Centro de Excelência foi prestigiada maciçamente por representantes da classe acadêmica e outras instituições do município.

Trata-se de uma iniciativa do Governo de Mato Grosso, via Casa Civil, com apoio direto de diversos parceiros, entre eles a Associação Comercial e Empresarial de Cáceres, Federação das Associações Comerciais e Empresariais do Estado de Mato Grosso, Prefeitura de Cáceres e Unemat, unidade pública que cedeu o espaço físico para a estruturação das dependências locais da unidade no município.

O projeto que originou os Centros de Excelência em Comércio Exterior em Mato Grosso surgiu na seqüência da realização dos workshops em Comércio Exterior que o Governo do Estado vem realizando nos municípios pólos, “objetivando despertar o sentimento empreendedor de todos aqueles que tenham vontade de ampliar seus projetos ou simplesmente dar feição concreta àqueles ainda não concebidos na prática”, explica o professor Manoel Guedes da Facmat.

Mato Grosso receptivo ao empreendedorismo

Durante esses workshops, os coordenadores detectaram existir uma carência de informações diretamente relacionadas aos caminhos mais viáveis a seguir por parte da classe empreendedora, registrando-se nitidamente o desejo de absorção de mais conhecimentos específicos nessa área de comércio exterior. O Centro funcionará provisoriamente na Casa de Mestrado, sendo deslocado nos primeiros meses de 2007 para a Cidade Universitária. “Temos essa expectativa”, disse o professor da Unemat Aristides da Silva.

Pronunciando-se na ocasião, o secretário-chefe da Casa Civil, Antonio Kato, descreveu o projeto de criação dos Centros de Excelência como ‘algo magnífico’, fazendo um balanço da necessidade de que as sociedades se organizem harmonicamente. “A sociedade organizada, as pessoas de bem, aqui representadas, buscam um novo horizonte para a grande região de Cáceres. O Brasil, de acordo com o FMI, prevê um crescimento de apenas 3,6%. As políticas cambiais têm trazido diversos gargalos, conflitos, e no Centro Oeste verificou-se uma grande desaceleração econômica. Neste cenário, a ordem é buscar excelência no mercado internacional”.

Kato frisou que essa é uma expectativa de Mato Grosso nos últimos anos, culminando com a grande crise do agronegócio: “Isso mostrou que precisamos mudar nosso perfil econômico, de produção, agregando valores, com novas perspectivas de desenvolvimento. O governador sempre diz: ‘O governo não tem fábrica, casa da moeda, nada. Quem produz é a sociedade’. Mas tem incentivado para que a sociedade organizada busque essa competência e alcance seus horizontes”.

A Unemat, nesse contexto de se ampliar o desenvolvimento, é importantíssima, sublinhou o secretário Kato, “porque estamos na época do conhecimento. Sem conhecimento, seremos sempre vencidos, jamais vencedores”. Na Argentina, citou a autoridade governamental, a educação foi fundamental para que o país vencesse suas dificuldades e se posicionasse novamente como uma potência produtiva. “Hoje, a Argentina vem se notabilizando por um crescimento de 8% ao ano. Quer dizer: a partir do momento em que a sociedade se une e se torna o protagonista do processo rumo ao futuro, todos são atendidos em igualdade social”.

A criação dos bolsões de pobreza é uma realidade, citou Antonio Kato. “Mato Grosso precisa buscar as potencialidades de que dispõe nos três biomas, explorando-os ao máximo. Aí, o povo estará inserido no processo. Com certeza, a sociedade cacerense, com a ajuda de todos, Prefeitura, UNEMAT, ACE deslanchará rumo às suas metas. Todos são bem-vindos na construção desse processo do nosso futuro”.

Para o presidente da Associação Comercial e Empresarial de Cáceres, Jorge Amede, a inauguração de um Centro de Excelência descortina amplas possibilidades para que o município de Cáceres e região possa ser um referencial empreendedor. “A edificação de uma estrutura respeitável na área de metalurgia é uma das expectativas da população empresarial”, definiu.

Segundo o prefeito de Cáceres, Ricardo Henry, Cáceres está de parabéns pela iniciativa de lutar e trazer, com apoio do Governo, um Centro de Comércio Exterior para o município. “Trata-se de um momento muito propício e importante para a comunidade cacerense. É uma reunião empreendedora. A qualidade desta reunião é de pessoas comprometidas com o desenvolvimento do município. As ações na cidade de Cáceres começam a acontecer em toda a região Sudoeste. Demos hoje um grande passo no desenvolvimento tecnológico, pois um Centro de Excelência dará subsídios e mais alternativas empreendedoras”.

Ricardo Henry ainda convidou a todos para participarem das festividades do Festival de Pesca. “Fico feliz com as coisas que têm acontecido em Cáceres, pela força e brilhantismo também da UNEMAT, que registra crescimento e beneficia os municípios que assiste”.

Para professor-mestre Almir Arantes, da UNEMAT, Cáceres sempre foi receptiva àqueles que querem o melhor para o município. “Quando o Governo do Estado, através da Casa Civil, conclamou a UNEMAT para ajudar na implantação de um Centro de Excelência em Comércio Exterior, contando com bons parceiros (FACMAT, PREFEITURAS, Associações Comerciais e Empresarias), sentimos que ali estava algo promissor. Em todos os lugares em que a UNEMAT estiver presente, também estaremos juntos para apoiar todos os projetos que assegurem um melhor desenvolvimento do Estado”.

O Centro de Excelência dará suporte também para que a própria Universidade possa usufruir dos seus conhecimentos, colocando em prática o que era teoria, explicou. A unidade de Cáceres, a exemplo das demais já inauguradas, foi equipada com sala administrativa (e respectivo mobiliário), auditório (32 lugares) e equipamentos de informática, em geral (computadores, projetor, tela de projeção e impressora a laser). O Centro de Excelência ministrará orientação e cursos periódicos dentro do período de atividades acadêmicas, mantendo-se em funcionamento durante os dois expedientes (manhã/tarde).

Palestra

Após a abertura, o economista Vivaldo Lopes, consultor da Fundação Getúlio Vargas, proferiu uma palestra focada em dois temas: ‘Tendências Econômicas de MT’ e ‘Por que exportar?’ “A região sudoeste é originalmente promissora, em termos de produção agropecuária e mesmo na área turística, esse último setor ainda semi-explorado”, explica. Depois ocorreu a cerimônia de descerramento da placa de inauguração.




Fonte: Da Assessoria

Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: http://reporternews.com.br/noticia/275484/visualizar/