Publicidade
Repórter News - reporternews.com.br
Policia MT
Sexta - 22 de Fevereiro de 2013 às 08:45

    Imprimir


Ilustração
Um trabalhador rural de 57 anos foi preso por policiais civis, suspeito de abusar sexualmente de três crianças – uma menina de quatro anos, outra de seis e um menino de cinco, todos netos de sua companheira. 

O crime ocorreu no assentamento Antonio Conselheiro, em Tangará da Serra (cidade a 240 quilômetros da Capital). O suspeito não teve o nome divulgado para garantir o sigilo das investigações ainda em andamento pela Delegacia Municipal de Tangará da Serra. 

Segundo a delegada Liliana Soares, o caso foi descoberto com a denúncia do abuso da menor de quatro anos. A avó que cuida de quatro anos – o de 10 anos não foi abusado. Ela desconfiou do abuso após perceber que a neta mais nova estava com boca muito vermelha e a garota de seis anos se queixar de dores na barriga. 

Conforme a avó, o companheiro sai da cama durante a madrugada e por conta disso passou a trancar o quarto das crianças. “As crianças disseram que ele (o suspeito) entrava pela janela e a companheira dele não desconfiava”, acrescentou. 

A partir das suspeitas, a avó informou à mãe das crianças, que reside na cidade. Para não levantar suspeita, as duas combinaram levar as crianças até a cidade para tirar carteira de identidade. “A ideia mesmo era trazer aqui na Delegacia”, explicou a delegada. 

Para que o suspeito não desconfiasse de que seria levado até a Delegacia sob suspeita de abuso sexual, os policiais simularam uma ajuda às crianças e o agricultor não desconfiou. Durante a conversa com a menor, a delegada descobriu que a outra menina e o menino também foram abusados. 

Durante a conversa, as três crianças relataram que estavam sendo abusadas e apontaram o companheiro da avó como autor da violência. O irmão de 10 anos confirmou que viu o companheiro da avó “beijando” a irmãzinha, mas disse que ele nunca foi tocado. 

Mesmo assim a Polícia Civil requisitou exame de corpo de delito no menino. De acordo com o relato das crianças, os abusos iam desde carícias a beijos e tentativas de penetração. A partir dos depoimentos e dos exames de conjunção carnal, a delegada conseguiu a prisão preventiva do suspeito. 




Fonte: Do DC

Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: http://reporternews.com.br/noticia/27646/visualizar/