Repórter News - reporternews.com.br
Policia MT
Quarta - 20 de Fevereiro de 2013 às 17:21

    Imprimir


Polícia Militar
Investigações sobre contrabando começaram em apuração de assalto a uma unidade do Peti
Investigações sobre contrabando começaram em apuração de assalto a uma unidade do Peti
Uma quadrilha de contrabando foi desarticulada nesta quarta-feira (20) no município de Cláudia, a 608 quilômetros de Cuiabá. Conforme relatou a Polícia Civil, sete envolvidos foram presos e dois caminhões apreendidos. Mais de 500 caixas fechadas de cigarro estavam  distribuídas na casa de um dos suspeitos e nos caminhões. Um dos suspeitos, de 42 anos, tentou fugir, mas foi baleado.

 
Segundo o investigador responsável pelo caso, Ricardo Figueiredo, a sede do Programa de Erradicação de Trabalho Infantil (Peti) de Cláudia havia sido assaltada na madrugada desta quarta-feira e testemunhas disseram ter visto um carro preto na frente do local. Nas buscas pelos envolvidos no assalto, por meio das pistas, policiais foram até a casa de um rapaz de 24 anos, que está sendo investigado por estelionato. No local, encontraram dezenas de caixas de cigarro.

 
Ao mesmo tempo, a Polícia Militar recebeu uma denúncia anônima de que um caminhão descarregava cigarros contrabandeados em uma chácara na zona rural do município. No local foi constatado que tratava-se de uma quadrilha de contrabando do produto.

 
No momento em que foram flagrados pelo PM, os suspeitos transferiam a carga de um caminhão para o outro. Um deles tentou fugir, mas foi baleado pela polícia. Em um dos caminhões havia ainda uma carga de adubo.


 
No total, sete suspeitos devem ser investigados, entre eles os motoristas dos caminhões, de 59 e 62 anos. Eles passaram a tarde prestando depoimento na Delegacia de Polícia Civil e depois seriam encaminhados para o presídio Osvaldo Florentino Lopes, mais conhecido como “Ferrugem”, em Sinop, a 503 km de Cuiabá.

 
“Alguns deles já estavam sendo investigados por estelionato e tráfico de drogas, e por coincidência foram pegos juntos por contrabando. Agora deve ser instaurado um inquérito na Justiça Federal”, pontuou o investigador Ricardo Figueiredo. A polícia ainda não sabe se a carga de adubo era regular.




Fonte: Do G1 MT

Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: http://reporternews.com.br/noticia/27818/visualizar/