Repórter News - reporternews.com.br
Nacional
Sexta - 01 de Setembro de 2006 às 03:12
Por: Leticia Nobre

    Imprimir


O Tribunal Regional Eleitoral de Goiás (TRE-GO) proibiu o candidato ao governo do Estado Demóstenes Torres (PFL) de retransmitir os programas de TV que mostram imagens da reportagem do programa Fantástico, da Rede Globo. Na segunda-feira (28), o programa eleitoral de Torres reproduziu a denúncia de negociação do horário eleitoral envolvendo o candidato do PSL ao governo, Osvaldo Pereira, e anunciou uma "bomba" para o programa seguinte: "vamos mostrar o que a TV Globo não teria exibido".

No horário eleitoral de quarta-feira (30), o pefelista mostrou imagens da mesma denúncia já televisionada e afirmou que o esquema montado por Osvaldo teria a colaboração dos também governadoriáveis Alcides Rodrigues (PP) e Maguito Vilela (PMDB).

Diante do fato, Osvaldo Pereira procurou o TRE-GO por considerar que o programa do PFL estaria ferindo a honra do candidato. A decisão do juiz Euler de Almeida Silva dá razão aos advogados do PSL, e lembra que a lei veta agressões e acusações a candidatos. A sentença foi publicada às 20h da quarta-feira, depois do prazo de entrega dos programas irem ao ar. A assessoria jurídica do PSL até tentou impedir a vinculação das imagens novamente, mas não teve êxito.

Na sentença, Euler de Almeida também leva em consideração que não houve autorização prévia da emissora Globo para que Demóstenes usasse as imagens de seu programa dominical.

O juiz também proibiu todos os demais candidatos de usarem a mesma reportagem, sob pena de multa de R$ 10 mil para o partido e R$5 mil para o candidato.




Fonte: Terra

Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: http://reporternews.com.br/noticia/278544/visualizar/