Repórter News - reporternews.com.br
Policia MT
Segunda - 18 de Fevereiro de 2013 às 11:03
Por: Denise Soares

    Imprimir


Três pessoas foram presas neste domingo (17) suspeitas de roubar e desviar uma carga de 40 toneladas de soja no Distrito de Progresso, na cidade de Tangará da Serra, a 242 quilômetros de Cuiabá. De acordo com investigações da Polícia Civil, um jovem de 29 anos, que é motorista do caminhão que transportava o produto, registrou um boletim de ocorrência dizendo que tinha sido roubado. Porém, a polícia descobriu que a carga tinha sido desviada por ele.
 
Conforme as investigações, o motorista disse que tinha carregado o caminhão no município de Campo Novo do Parecis (MT) e iria transportar até Alto Araguaia (MT). O suspeito registrou o falso boletim de ocorrência na Polícia Civil de Nova Olímpia. Na delegacia, ele contou que foi abordado por duas pessoas na Serra do Parecis e em seguida teve a carga roubada.
 
“O delegado de Nova Olímpia desconfiou da história e descobriu que a situação foi forjada pelo motorista. Ele [motorista] desviou a carga para o Distrito de Progresso, em Tangará da Serra, e em seguida estocou em um armazém na cidade”, contou ao G1 o delegado João Romano, da Delegacia de Roubos e Furtos (Derf) de Tangará da Serra.

Ainda segundo a polícia, o rastreador de segurança do caminhão não confirmava que o motorista tinha passado pelas regiões que ele relatou, o que aumentou a suspeita do crime de desvio da carga. Mesmo assim, durante depoimento, o motorista confirmava que tinha sido assaltado.
Outros dois suspeitos de 43 e 27 anos, que teriam comprado e transportado a carga, também foram presos em Tangará da Serra. O motorista suspeito teve a prisão preventiva decretada pela Polícia Civil de Nova Olímpia.
 
“A princípio, o pessoal do armazém não tem nada a ver com o crime. O local foi usado para o estoque da mercadoria roubada e eles não sabiam disso”, completou Romano. O caminhão e o cavalo mecânico do veículo não foram localizados. Foi arbitrado fiança aos dois receptadores no valor de R$ 13 mil, no entanto, eles não pagaram.
 
O trio foi encaminhado ao Centro de Detenção Provisório de Tangará da Serra. Agora, a Polícia Civil passa a investigar se os suspeitos integram algum tipo de quadrilha de roubo de caminhões no estado. A carga roubada ainda não foi retirada pela empresa de transportes que o suspeito prestava serviço.




Fonte: Do G1 MT

Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: http://reporternews.com.br/noticia/27955/visualizar/