Repórter News - reporternews.com.br
Internacional
Sexta - 25 de Agosto de 2006 às 07:36

    Imprimir


A análise de DNA feita na jovem Natascha Kampusch, presa por mais de oito anos em um esconderijo subterrâneo sob uma garagem nos arredores de Viena, confirmou definitivamente sua identidade, informaram fontes da investigação.

A jovem conseguiu escapar de seu seqüestrador na quarta-feira e se refugiou na casa de uma vizinha na localidade de Strasshof, ao norte da capital austríaca.

Segundo um porta-voz da polícia, a jovem padece de forte "síndrome de Estocolmo", ou seja, ela se identifica com os interesses do seu seqüestrador. Nas suas primeiras declarações, a jovem revelou que nem sempre esteve presa. Nos últimos anos, o seqüestrador permitiu de vez em quando que ela fosse com ele ao supermercado. Mas impedia sua fuga com ameaças físicas.

Além disso, a imprensa informa que o homem cuidou da educação da jovem. Em seu "cativeiro", havia uma pequena estante com livros, além de rádio e televisão.





Fonte: EFE

Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: http://reporternews.com.br/noticia/280528/visualizar/