Publicidade
Repórter News - reporternews.com.br
Saúde
Terça - 22 de Agosto de 2006 às 01:16

    Imprimir


O número de contaminados com meningite em Pequim após a ingestão de caramujos mal cozidos provenientes da região amazônica já chega a 70, dos quais 16 em estado muito grave, segundo fontes oficiais citadas hoje pelo jornal Nova Pequim.

O paciente mais jovem é um menino de 13 anos, e o mais velho, um homem com 51 anos de idade - disse Guo Zixia, do Escritório Municipal de Saúde, que pôs à disposição dos pequineses um telefone de atendimento.

O caso foi revelado ontem, quando as autoridades confirmaram que 40 pessoas tinham contraído meningite após comer um prato picante à base de caramujos infectados com larvas de "Angiostrongylus cantonensis" - um parasita que transmitido para o homem pelo consumo de moluscos pouco cozidos.

O prato foi servido numa cadeia de restaurantes de comida típica da província de Sichuan, no sul do país. A empresa recebeu uma "sanção administrativa" por cozinhar "de forma inadequada" os caramujos amazônicos, explicou Guo.

As autoridades estão agora tentando rastrear os fornecedores dos moluscos contaminados e inspecionaram 2 mil restaurantes da cidade, sem detectar problemas até agora.

Por meio de nota urgente, o escritório aconselhou os moradores da cidade a não consumir camarões, caramujos, rãs, lesmas, cobras e peixes crus ou mal-passados, a forma mais popular de preparação na China.

Mesmo sem desaconselhar o consumo total de caramujos amazônicos, as autoridades sanitários recomendaram que eles sejam bem cozidos e mantidos sempre em água quente quando forem servidos.

As intoxicações alimentícias são comuns num país onde muitos restaurantes e refeitórios carecem das medidas higiênicas básicas, principalmente nas regiões do sul, onde a população consome qualquer tipo de animal, de qualquer procedência.




Fonte: EFE

Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: http://reporternews.com.br/noticia/281501/visualizar/