Publicidade
Repórter News - reporternews.com.br
Internacional
Sábado - 05 de Agosto de 2006 às 05:40

    Imprimir


O Ministério da Defesa do Sri Lanka afirmou hoje que 152 membros da guerrilha dos Tigres de Libertação da Pátria Tâmil (LTTE) morreram no bombardeio à cidade de Muttur, no nordeste do país.

"Segundo nossos cálculos, 152 Tigres morreram e outros 124 foram feridos nos ataques aéreos a sua principal base, em Foul Point", disse aos jornalistas o porta-voz militar cingalês, Upali Rajapakse.

Segundo Rajapakse, apenas 12 marinheiros foram feridos nos ataques de ontem.

O porta-voz afirmou que o Exército assumiu o controle da cidade de Muttur, no distrito de Tricomalee, que se encontra no território da guerrilha.

Os rebeldes não confirmaram os números, mas o seu site na internet confirma o fim dos combates em Tricomalee.

"As agências humanitárias puderam começar a distribuir mantimentos a 18 mil muçulmanos e cingaleses refugiados em cinco escolas públicas da cidade de Kantakai e a 15 mil tâmeis da localidade de Kiliveddy", informa o portal Tamilnet.



Os confrontos entre o Exército e o LTTE nos últimos dez dias têm sido os mais graves na ilha nos últimos anos. A população teme a volta da guerra civil. A ofensiva militar em Muttur começou no dia 26 de julho, quando o Exército bombardeou as posições rebeldes. O LTTE havia fechado uma represa dentro de seu território, deixando 15 mil famílias de etnia cingalesa sem água durante mais de uma semana.

O enviado especial da Noruega para promover a paz no Sri Lanka, Jon Hanssen-Bauer, chegou ontem à ilha com o objetivo de aliviar a tensão, evitar o retorno à guerra civil e tentar retomar as negociações.




Fonte: EFE

Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: http://reporternews.com.br/noticia/285215/visualizar/