Repórter News - reporternews.com.br
Internacional
Domingo - 16 de Julho de 2006 às 02:00

    Imprimir


A Índia decidiu adiar as conversas do diálogo de paz com o Paquistão previstas para a próxima semana após os atentados de Mumbai, que Nova Délhi considera que tiveram uma "mão paquistanesa", informou hoje a imprensa local. O secretário de Exteriores indiano, Shyam Saran, afirmou neste sábado que as conversas oficiais previstas para os próximos dias 20 e 21 em Nova Délhi com seu homólogo paquistanês, Riaz Muhammad Khan, não acontecerão porque não existe ambiente propício para isso.

No entanto, Saran deixou claro que, embora as conversas de paz não aconteçam agora, o processo não foi suspenso.

"Não acho que ninguém deva ter dúvida alguma sobre o compromisso da Índia de avançar no processo de paz, mas repetimos que nossa disposição para seguir adiante com o processo depende do cumprimento do Paquistão do solene e claro compromisso alcançado na declaração conjunta de junho de 2004", afirmou o secretário.

Na declaração conjunta de 2004, Islamabad se comprometia a lutar contra o terrorismo.

A decisão foi oficialmente comunicada ao Paquistão e, por enquanto, ainda não foram propostas novas datas para o encontro, no qual os secretários de Exteriores dos dois países esperavam revisar a terceira rodada do diálogo de paz.

Saran disse que o Governo deve levar em conta a opinião pública e que o processo de paz só pode avançar se o povo o apoiar. Reiterou ainda que a possibilidade de seguir adiante depende da garantia do Paquistão de não permitir que seu território seja usado como base de operações contra a Índia.




Fonte: EFE

Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: http://reporternews.com.br/noticia/289022/visualizar/