Publicidade
Repórter News - reporternews.com.br
Tecnologia
Terça - 23 de Maio de 2006 às 20:20

    Imprimir


SÃO PAULO - Em 2005, 35% dos pacotes de software instalados em computadores pessoais ou PCs em todo o mundo eram ilegais, totalizando uma perda global de US$ 34 bilhões em função da pirataria. No Brasil, o índice de pirataria se manteve estável, em 64%.

No entanto, o estudo conduzido pela empresa de pesquisas IDC e divulgado nesta terça, descobriu um movimento positivo em uma série de mercados. Mostra que os esforços de educação e aplicação das leis estão dando resultado em países emergentes como a China, a Rússia e a Índia, bem como no Leste Europeu, no Oriente Médio e na África.

A pesquisa foi patrocinada pela Business Software Alliance (BSA), associação que reúne os principais desenvolvedores de software do mundo, em parceria com a Associação Brasileira das Empresas de Software, (ABES).

“O avanço obtido na redução de pirataria de software é muito animador,” disse o presidente da BSA, Robert Holleyman. “Entretanto, mais de uma em cada três cópias de software de PC instaladas em 2005 continuava sendo obtida ilegalmente, o que significa que ainda falta muito para ser feito para combater a pirataria de software pelo mundo.”

Os países com as taxas mais altas de pirataria foram o Vietnã (90%), o Zimbábue (90%), a Indonésia (87%), a China (86%) e o Paquistão (86%). Já os países com as taxas mais baixas foram os Estados Unidos (21%), a Nova Zelândia (23%), a Áustria (26%) e a Finlândia (26%).

A pesquisa abrange todos os pacotes de software que operam em PCs. O estudo não inclui outros tipos de software, tais como os que operam em mainframes ou servidores, ou programas vendidos como serviço.

O IDC usou estatísticas próprias para avaliar as compras de software e hardware, realizou 5.600 pesquisas e teve a colaboração de analistas do IDC em 38 países para verificar as tendências de pirataria de software.

A pirataria no Brasil No Brasil, o índice de pirataria no setor de software em 2005 manteve-se estável em relação ao ano anterior, com o índice de 64%, aproximadamente 2/3 dos aplicativos instalados. No entanto, as perdas sofridas pela indústria nacional no ano passado sofreram um aumento de 14%, somando US$ 766 milhões, decorrente do crescimento do mercado.

A indústria brasileira tem intensificado os esforços contra a pirataria. Em 2005, foram enviadas 3.036 notificações extrajudiciais às empresas que fazem uso irregular de software.

O combate à pirataria também contempla a Internet. No ano passado, 17.303 sites dedicados à venda de software pirata foram retirados do ar, enquanto 27.961 anúncios de software ilegal foram removidos de sites de leilão no mesmo período. Além disso, foram realizadas 656 ações policiais, que resultaram em 1.717.339 CDs de software pirata apreendidos.





Fonte: Agência Estado

Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: http://reporternews.com.br/noticia/299186/visualizar/