Repórter News - reporternews.com.br
Economia
Sexta - 19 de Maio de 2006 às 14:48

    Imprimir


Para um público que superou em mais de cem pessoas a previsão de 150 participantes do workshop Comércio Exterior e Desenvolvimento Econômico, que se realiza nesta sexta-feira (19.05), em Primavera do Leste, o economista e ex-secretário-chefe da Casa Civil, Luiz Antônio Pagot iniciou sua fala destacando que o Estado de Mato Grosso é, em potencial, uma plataforma exportadora.

Para ele, entre essas potencialidades está o estoque de terras férteis e de qualidade, sem comparação em outros estados, mas além disso, suas belezas naturais e o clima contribuem para esta posição privilegiada. Pagot afirmou que todos esses fatores favorecem o Estado e lembra que cada município e cada região também têm seu papel no desenvolvimento economico de Mato Grosso.

“Cabe ao município de Primavera do Leste, como pólo regional, liderar um movimento interno de reconstrução produtiva, com a Câmara Municipal, a Prefeitura, a associação comercial e outras instituições e depois que irradie esse movimento”, frisou.

Ele alertou para a forma superficial como o Governo Federal e outras instituições vem tratando a crise do agronegócio brasileiro. “O grande impacto dessa crise ainda não veio, está mais à frente”, assinalou. Para ele, a busca de alternativas passa por diversificar a economia, compartilhar tarefas e estimular o empreendedorismo, porque o Estado de Mato Grosso oferece diversas potencialidades. “Nós somos sobreviventes no pioneirismo, no desbravar essa terra que é privilegiada e vamos superar essa crise também”, destacou.

Como ex-coordenador do workshop até o seu desligamento do Governo do Estado, quando foi substituido pelo economista e professor Vivaldo Lopes, que coordena os workshops desde então, o ex-secretárioi, Luiz Antônio Pagot disse ainda que os resultados dos eventos têm sido positivos.

“Nos municípios de Várzea Grande e Tangará da Serra, os centros de excelência de Comércio Exterior deverão ser inaugurados nos próximos dias. Em Rosário Oeste, um curso para aperfeiçoamento das técnicas artesanais será realizado com artesãos locais e as perspectivas para a exportação desses produtos são grandes. Um outro resultado foi o reflexo do workshop em Alta Floresta. O povo não quer mais nem ouvir falar de madeireira, de serraria, de motosserra, ele já fez a nova opção pelo eco turismo e pelo artesanato como alternativa econômica”, afirmou.





Fonte: Da Assessoria

Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: http://reporternews.com.br/noticia/300145/visualizar/