Repórter News - reporternews.com.br
Cidades/Geral
Segunda - 15 de Maio de 2006 às 13:23
Por: Luiz Acosta

    Imprimir


O Governo de Mato Grosso vem implementando em Várzea Grande, município que completa hoje, dia 15 de maio, 139 anos de emancipação política e administrativa, políticas que contribuem para o progresso e o desenvolvimento da segunda maior cidade do Estado. Isso inclui qualificação profissional e a intermediação para inclusão dos cidadãos várzea-grandenses no mercado formal de trabalho, além de outras ações que resultam em melhor qualidade de vida à população.

Considerando que a indústria de transformação e o comércio são as principais atividades econômicas do município, a Secretaria de Estado de Trabalho, Emprego, Cidadania e Assistência Social (Setecs) vem investindo em cursos de qualificação para o preenchimento de vagas oferecidas pelo mercado de trabalho local. De 2003 até o momento, a Secretaria já qualificou 2.681 trabalhadores em 92 tipos de cursos, como informática básica, auxiliar de escritório, movimentação e transporte de cargas perigosas, garçom, empregada doméstica, soldador elétrico, eletricista industrial, corte e costura, marceneiro, recepcionista, entre outros.

De acordo com dados do Sistema Nacional de Emprego (Sine/MT), foram inseridos no mercado de trabalho formal (com carteira assinada), 1.279 trabalhadores. A cidade inclusive conta com um posto de atendimento do órgão, responsável por fazer a ponte entre empregador e empregado, além de oferecer serviços como emissão de Carteira de Trabalho, requerimento ao seguro desemprego, painel de vagas e intermediação de mão-de-obra. Em 2004 e 2005, foram realizados aproximadamente 66 mil atendimentos no posto de Várzea Grande.

Além da intermediação de mão-de-obra no mercado formal e a qualificação profissional, a Setecs também investe em alternativas para o fomento ao trabalho e à renda, como é o caso do Banco da Mulher, linha de crédito que financia mulheres empreendedoras. No ano passado, foram aprovados R$ 14.645 em financiamentos a juro zero. Com este dinheiro, dezenas de micro-empreendedoras tiveram a oportunidade de iniciar ou ampliar um negócio, complementando a renda familiar.

Combate à exclusão social

A assistência social também se faz presente em Várzea Grande com ações de combate à exclusão, assim como na busca da garantia de dignidade às pessoas menos favorecidas, beneficiando a família, crianças, idosos, portadores de necessidades especiais, índios, afro-descendentes e todos que se encontram em situação de vulnerabilidade social.

No ano passado, a cidade recebeu do Governo do Estado R$ 90 mil em recursos para atendimento exclusivo a idosos e portadores de necessidades especiais. O dinheiro, que é oriundo do Fundo Estadual de Assistência Social (FEAS), é repassado todos os anos pelo Governo como contrapartida às ações de assistência social. Em 2006, os recursos destinados a Várzea Grande tiveram um incremento, passando para R$ 126 mil. Com esta iniciativa, a Secretaria de Estado de Trabalho, Emprego, Cidadania e Assistência Social (Setecs) pretende ampliar e potencializar o atendimento que é prestado pelo município aos idosos e portadores de necessidades especiais.

Além de recursos para atendimento a este segmento da sociedade, o Governo beneficiou Várzea Grande com a doação de 4.780 mantas durante o período do frio. Esta ação integra a campanha “Cobertor Solidário”, que garantiu um inverno mais ameno a mais de 68 mil pessoas de todos os municípios do Estado.

A cidade também foi contemplada com a doação de cestas de alimentos, arrecadadas durante a campanha “Natal das Crianças”, que acontece todos os anos. Foram doadas 3.033 cestas de 13 kg, contendo arroz, feijão, açúcar, óleo e macarrão. Os alimentos beneficiaram famílias em extrema pobreza.

O Governo também desenvolve um importante papel junto ao município de Várzea Grande, que é o de orientar e monitorar a execução dos programas sociais do Governo Federal. Trata-se dos programas de Erradicação do Trabalho Infantil (PETI), que atende 1.717 crianças em situação degradante e no trabalho infantil; Bolsa Família, que tem 10.755 famílias cadastradas e recebendo o benefício de R$ 100, repassados pelo Governo Federal; Agente Jovem, com 100 adolescentes participando do programa; Sentinela, que atende 50 crianças abusadas ou exploradas sexualmente; Ações Sócio-Educativas às Famílias (Asef), que trabalha com 3.215 famílias carentes e que têm filhos em creches. Ao todo, Várzea Grande recebe R$ 794.041, mensalmente, em recursos para a execução destas ações.





Fonte: Da Redação

Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: http://reporternews.com.br/noticia/300979/visualizar/