Repórter News - reporternews.com.br
Esportes
Segunda - 20 de Fevereiro de 2006 às 23:55

    Imprimir


A equipe austríaca que disputa os Jogos Olímpicos de Inverno, abalada por uma saga envolvendo doping, finalmente teve motivos para comemorar na segunda-feira quando Benjamin Raich e Michaela Dorfmeister ganharam a medalha de ouro no esqui alpino.

Raich garantiu o título no slalom gigante masculino e Dorfmeister ficou com o ouro no slalom super gigante feminino. O país também garantiu o bronze nas duas provas, com Hermann Maier e Alexandra Meissnitzer.

"Eu queria vencer a Olimpíada desde criança", disse Raich. "Estou tão aliviado".

Esse foi um resultado muito importante depois de dias de escândalos que incluíram uma busca policial no meio da noite, um acidente de carro e dois atletas austríacos desaparecendo de noite.

Os biatletas Wolfgang Perner e Wolfgang Rottmann foram suspensos dos Jogos de Turim após irem embora sem avisar o comitê nacional, e também podem ser proibidos de disputar a Olimpíada de Vancouver, em 2010.

Segundo a agência de notícias austríaca APA, Perner disse que fugiu porque tinha medo de ser preso na Itália. Ele disse que recebeu a ordem de ficar nu durante a busca e que se recusou a assinar um documento porque estava em italiano.

"Para mim, acabou. Não preciso disputar o biatlo nunca mais", disse Perner, que conquistou o bronze na última Olimpíada.

Os dois biatletas eram treinados por Walter Mayer, técnico proibido de participar das Olimpíadas devido a seu envolvimento em um escândalo de doping nos Jogos de Salt Lake City, em 2002. Ele não foi encontrado durante a busca, mas ainda assim assombrou a equipe. Na segunda-feira ele deu entrada em um hospital psiquiátrico.

"Walter Mayer está no hospital psiquiátrico, infelizmente. Ele está em custódia para se proteger porque aparentemente afirmou que queria suicidar-se ou algo assim. Eu não consegui falar com ele", disse à rádio estatal ORF o presidente da Federação Austríaca de Esqui, Peter Schroecksnadel.

No domingo ele bateu em uma barreira policial em uma estrada na Áustria depois de se recusar a fazer o teste do bafômetro. Ele foi acusado de causar desordem, disse um promotor austríaco, e foi demitido pela Federação Austríaca de Esqui.

As notícias surgiram depois que um promotor italiano disse que foram encontradas mais de 100 seringas e 30 pacotes de drogas, incluindo remédios para asma e antidepressivos, durante a busca de sábado à noite nos locais onde se concentram os atletas austríacos.

A equipe austríaca disse depois que todas as drogas e equipamentos médicos são legais.

O Comitê Olímpico Internacional ainda está examinando as amostras coletadas junto a 15 atletas austríacos na mesma noite, disse o presidente do COI, Jacques Rogge, à televisão austríaca.





Fonte: Reuters

Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: http://reporternews.com.br/noticia/317876/visualizar/