Repórter News - reporternews.com.br
Internacional
Terça - 24 de Janeiro de 2006 às 09:34

    Imprimir


Os restos da baleia que apareceu no Tâmisa e morreu durante as operações de resgate serão conservados no Museu de História Natural de Londres depois da autópsia, informou hoje a imprensa britânica. Os especialistas querem reconstruir o esqueleto da baleia, de cerca de seis metros de comprimento e quatro toneladas de peso, para exibi-lo no museu.

Atualmente a Sociedade Zoológica de Londres está realizando a autópsia do cetáceo e divulgará os resultados amanhã.

Uma vez completado o exame, os ossos da baleia morta no sábado serão limpos e transferidos ao museu para sua pesquisa.

A informação obtida será utilizada em um projeto que tenta investigar as causas da morte dos mamíferos marítimos no litoral britânico.

No caso do exemplar fêmea encontrado no Tâmisa, acredita-se que o animal se desorientou por culpa de um sonar da Marinha britânica.

Parece que o cetáceo fazia parte de um grupo de baleias que apareceu no estuário do Tâmisa no início da semana e que, por alguma razão ainda não determinada, se perdeu e nadou rio acima até Londres.

Por outro lado, as ofertas para adquirir o regador vermelho com o que se jogou água na baleia para mantê-la viva, leiloada no E-Bay, chegaram ontem à noite a 8.760 euros.

O dinheiro obtido será





Fonte: EFE

Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: http://reporternews.com.br/noticia/323003/visualizar/