Repórter News - reporternews.com.br
Cidades/Geral
Sexta - 27 de Maio de 2005 às 13:58

    Imprimir


Cerca de metade das quase 20 milhões de pessoas da região amazônica vive abaixo da linha de pobreza, de acordo com o IPAM.

Alguns ativistas temem que o projeto de pavimentação vai aumentar a violência, a prostituição e as doenças com uma onda de novos invasores lutando por terra. Eles também prevêem um aumento da desigualdade social, com a saída forçada de pequenos agricultores.

Apesar desses perigos, os moradores locais vêem um tempo de bonança pela frente. "Vim para cá 24 anos atrás e tenho sonhado com uma estrada pavimentada desde então," afirmou o agricultor José Ferreira Carvalho, 48 anos, em um pequeno vilarejo à beira da estrada. "Ficará mais fácil chegar a um médico, melhorar a qualidade de vida."

O motorista de ambulância Dimas Vieira da Silva disse que a jornada de Rurópolis a Santarém leva cerca de cinco horas. "Um menino morreu recentemente de mordida de cobra antes de chegarmos a um médico em Santarém," contou ele durante uma parada no caminho de volta a Rurópolis após levar uma mulher em coma ao hospital.

O motorista de ônibus Antonio Mendes disse que a estrada é um pesadelo. "Às vezes os passageiros têm de descer do ônibus e andar por 3 km com as malas na lama para outro ônibus no outro lado do bloqueio," lembrou ele.





Fonte: 24 Horas News

Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: http://reporternews.com.br/noticia/337813/visualizar/