Repórter News - reporternews.com.br
Nacional
Domingo - 22 de Maio de 2005 às 14:54

    Imprimir


O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso fez duras críticas neste sábado ao governo Lula ao afirmar que o País está sem rumo, tal qual "peru bêbado em Carnaval". "Olhamos em volta e perguntamos qual é o rumo? O que vão fazer conosco? Queremos saber qual é a agenda nacional", disse FHC, acrescentando que todas as reformas em andamento seriam antigas, de outros governos, e que não haveria agenda nova em discussão no País. A declaração foi feita no encerramento do 8º Encontro Estadual do PSDB-SP, no auditório do Anhembi, do qual também participou o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin.



Fernando Henrique chegou a ironizar as denúncias que envolvem o governo, dizendo que os vampiros (escândalo do sangue no Ministério da Saúde) voltaram e entraram nos Correios. "Os vampiros não são vampiros, são cupins e estão se espalhando por toda parte", afirmou. Sobre o que chamou de tentativas do governo federal para abafar escândalos, FHC disse que "ninguém abafa mais nada no País porque hoje o povo sabe e sente."

O ex-presidente e o governador chegaram a afirmar que o Brasil poderá ter uma crise institucional a médio prazo e que seu partido, o PSDB, precisa atuar para evitá-la. "Até parece sina do PSDB ter de arrumar governos. a última prefeitura de São Paulo foi desastrosa. e estamos arrumando a casa", disse Alckmin.

Citando as eleições de 2006, Fernando Henrique lembrou que a vantagem do partido é ter mais de um pré-candidato pronto para bom desempenho nas urnas. "Qual o partido pode citar pelo menos cinco nomes à presidência? Só o PSDB". Geraldo Alckmin enfatizou que o compromisso de seu governo e do partido é com a ação, criticando o marketing do governo do PT, e terminou o discurso convocando a platéia para um grande debate e retomada nacional do "jeito tucano de governar".

Aplaudidos de pé, os dois líderes foram as grandes estrelas do evento que reuniu mais de três mil militantes do partido, que gritavam "Brasil, urgente, Geraldo presidente". Com discursos entusiasmados, os dois cutucaram ainda o Governo Lula com frases como "O Fome Zero virou eficiência zero" ou "O PT também está reunido agora, mas só para abafar".

O presidente nacional do PT, José Genoino, se negou a rebater as declarações do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, dizendo apenas que ¿estes termos não estão à altura de quem exerceu a Presidência da República. Portanto, não merecem resposta¿. Genoino não considera correto dialogar com o ex-presidente nestes termos. ¿Não vou bater boca com ele. FHC, na posição de ex-presidente, merece o meu respeito. Utilizar estes termos não pega bem para ele. É um disparate.¿

PSDB divulga Carta de São Paulo

Ainda neste sábado, a direção do PSDB paulista divulgou a "Carta de São Paulo", em que acusa o governo Lula de protagonizar um "espetáculo da demagogia, fisiologismo político e corrupção impune" e que o "País está chocado com as denúncias de corrupção que ficam impunes".

"O povo brasileiro ainda permanece frustrado, porque até hoje não viu cumprida a promessa de mudança social e econômica", diz o texto. "...angustiado com a descontinuidade da rede de proteção social e dos avanços na Educação e na Saúde, responsáveis pela permanência do empobrecimento da Nação; chocado com o espetáculo da demagogia, do fisiologismo político e da corrupção impune; desiludido com o governo que prefere o retrocesso e já ocupa o lugar de último da Velha República", completa a nota.





Fonte: Terra

Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: http://reporternews.com.br/noticia/338425/visualizar/