Repórter News - reporternews.com.br
Cidades/Geral
Segunda - 16 de Maio de 2005 às 13:24

    Imprimir


O comandante-geral do Corpo de Bombeiros Militar, coronel Ovídio José Brugnoli, confirmou na manhã desta segunda-feira que foram realizadas duas vistorias no local onde ocorreu a 16ª Feira Industrial e Comercial de Várzea Grande (Feicovag). Apesar de detectadas 13 irregularidades, nem o Ministério Público Estadual (MPE) e nem a Prefeitura Municipal foram comunicados.

Brugnoli alegou, durante entrevista concedida na sede do CBM/MT, que não cabe aos bombeiros interditar a obra e por isso a corporação não deve ser responsabilizada pelo acidente, que vitimou mais de 500 pessoas, sendo que três delas permanecem em estado grave. Ele culpa a organizadora da festa (Industrial Eventos, de propriedade do deputado José Carlos de Freitas) e o engenheiro responsável pela obra (Ricardo Maldonado). A suspeita é de que a estrutura das arquibancadas do rodeio estivesse corroída.

“Desde o começo do projeto, tudo estava errado. Eles pagaram a taxa de vistoria mas nem chegaram a requerer o procedimento. Vistoriamos o local nas tardes de quita e sexta-feira, comunicados as irregularidades e nada foi feito”, criticou Brugnoli. Segundo ele, somente o MPE e fiscais da Prefeitura poderiam proibir o show.





Fonte: Midia News

Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: http://reporternews.com.br/noticia/339676/visualizar/