Repórter News - reporternews.com.br
Economia
Domingo - 06 de Março de 2005 às 17:43

    Imprimir


A Câmara de Política Agrícola e Crédito Rural (CPACR), da Secretaria de Desenvolvimento Rural, reúne-se no próximo dia 9 para elaborar a instrução normativa 001/95, que vai definir as prioridades do FCO para 2005. Este ano, a CPACR já analisou 140 cartas-consulta com intenção de recursos do FCO para investimentos na área rural em Mato Grosso.

O Fundo destinará este ano para a região Centro-Oeste R$ 1,5 bilhão, dos quais Mato Grosso recebe o repasse de 29% do montante para contratações nas áreas rural e empresarial, destinado especificamente aos médios, pequenos e mini produtores.

Além desses recursos, a região Centro-Oeste conta também com verbas do FAT-Integrar, no valor de R$ 1 bilhão, destinadas a financiar empreendimentos de grandes produtores também nos setores rural e empresarial. Mato Grosso também é contemplado nessa linha, com 29% dos recursos.

Em 2004, a Câmara aprovou 954 cartas-consulta, no total de R$ 703 milhões para o setor rural. Desse montante, R$ 558 mi foram de investimentos diretos do FCO e outros R$ 145 mi entraram como contra-partida dos produtores. Dados da CPACR indicam que dos 141 Municípios, 116 deles tiveram algum tipo de projeto com financiamento do FCO e 25 não apresentaram nenhuma contratação na área rural.

Na última sexta-feira, a Câmara aprovou recursos no valor de R$ 18 milhões para atender a expansão da produção agrícola em Mato Grosso.

Os membros da CPACR aprovaram a requisição para financiamento do FCO Rural de 43 cartas-consultas, de um total de 50, sendo que uma fora reprovada e seis devolvidas. “As devoluções dos projetos ocorreram por justificativas inadeaquadas, falta de informação e até mesmo foram do modelo padrão da apresentação dos projetos”, informou o coordenador do FCO, Dimas Gomes Neto.

Foram liberados recursos para projetos de bovino matriz, no valor de R$ 3,4 milhões; abertura de áreas para lavoura, no valor de R$ 3,2 milhões; reforma de pastagem, com 2,6 mil hectares de pastagem, projeto avaliado em R$ 2,6 milhões; instalações e equipamentos para pecuária, R$ 2,4 milhões; e armazenagem, no valor de R$ 2,3 milhões, entre outros projetos.

Segundo Dimas Neto, até o momento o valor da demanda aprovada pela Câmara até a 3ª reunião foi de R$ 139 milhões, de um total de R$ 171 milhões disponibilizados pela CPACR.




Fonte: Diário de Cuiabá

Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: http://reporternews.com.br/noticia/354601/visualizar/