Repórter News - reporternews.com.br
Saúde
Segunda - 28 de Fevereiro de 2005 às 13:56
Por: ADRIANE RANGEL

    Imprimir


Tramita na Assembléia Legislativa a mensagem 06/05 do governador Blairo Maggi (PPS) que propõe a criação do MT-Farma, vinculada a Secretaria de Estado de Saúde (SES). A proposta visa produzir e distribuir medicamentos para a população mato-grossense.

De acordo com o governo o programa seguirá as normas do Sistema Único de Saúde (SUS), em relação à assistência farmacêutica, reduzindo custos de aquisição, facilitando o acesso ao usuário e atendendo a programas que exigem dispersão e distribuição de medicamentos.

“O MT-Farma tem por objetivo oferecer medicamentos alternativos de custo substancialmente reduzido, especialmente à população de baixa renda, para a prevenção e o tratamento de doenças”, frisou o governo.

O programa abrangerá a fabricação, importação, exportação, e distribuição de medicamentos alopáticos homeopáticos e fitoterápicos. Dentre os benefícios do programa estão: produção de soros, vacinas, produtos de higiene pessoal, limpeza hospitalar, produtos veterinários.

O projeto propõe ainda a promoção de pesquisa de biodiversidade medicinal no estado, realização de pesquisas técnicas e cientificas destinada ao contínuo desenvolvimento de suas atividades industriais, com recursos públicos destinados a pesquisa ou através de parcerias.

“Temos uma biodiversidade muito grande no estado e poderemos aproveitar para fazermos pesquisa nesse sentido. Cerca de 250 mil espécies vegetais existentes no planeta, aproximadamente a quinta parte estão na Amazônia - ecossistema que cobre extensa porção do território mato-grossense.

Além disso, são encontradas no cerradas inúmeras plantas de eficácia reconhecida - conhecimento que se transmite através das gerações no tratamento de várias enfermidades” lembrou o presidente do Conselho de Farmácia do Estado, Adonias Corrêa da Costa.

Ele acrescentou ainda que essas plantas são exemplos bem conhecidos de nós cuiabanos a embaúba, guaco, quebra-pedra, boldo, mangava-brava, erva-de-santa-maria e nó-de-cachorro dentre, para tudo dentre outros.

O estado comporta um bom sistema farmacêutico como esse. O sistema é um programa viável e irá contribuir muito com a população de baixa renda. Já temos um exemplo de uma farmácia constituída pela prefeitura de Rondonópolis que tem essa prática e tem sido muito elogiada”, afirmou a coordenadora do curso de direito da Universidade de Cuiabá, Ilza Marta de Souza.





Fonte: Secretaria de Imprensa

Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: http://reporternews.com.br/noticia/356488/visualizar/