Publicidade
Repórter News - reporternews.com.br
Cidades/Geral
Sexta - 07 de Janeiro de 2005 às 09:43

    Imprimir


As instituições interessadas em se candidatar ao projeto Escola de Fábrica, da Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica (Setec/MEC), têm até o dia 16 para encaminhar a inscrição ao Ministério da Educação. A lista das instituições pré-selecionadas será divulgada no dia 21.

Podem se candidatar ao projeto organizações não-governamentais (ONGs), organizações da sociedade civil de interesse público (Oscips), prefeituras, fundações, cooperativas, escolas técnicas e outras. Elas serão responsáveis pela gestão, produção técnico-pedagógica, acompanhamento, avaliação e certificação dos alunos. A chamada pública para o credenciamento de instituições gestoras do Escola de Fábrica foi publicada em 24 de dezembro de 2004, no Diário Oficial da União.

Os técnicos da secretaria já estão organizando o curso de capacitação para as instituições pré-qualificadas, entre os dias 27 e 28. A partir do curso, o MEC selecionará as primeiras organizações a implantarem o projeto.

"O Escola de Fábrica é uma iniciativa inovadora que articula as experiências alemãs de aprendizado profissional no interior das fábricas com a formação profissional originária do estado, com currículo orientado pelo MEC. Queremos implantar o projeto em 500 escolas em 2005, para, melhorando a experiência e qualificando o aprendizado, ampliar o número nos próximos anos do governo Lula", disse o ministro da Educação, Tarso Genro.

O objetivo do Escola de Fábrica é dar formação profissional a jovens de 15 a 21 anos, de famílias com renda per capita de até um salário mínimo. O investimento do MEC será de R$ 25 milhões. As unidades gestoras constituirão uma rede de empresas, incumbidas de estabelecer nas fábricas as escolas profissionalizantes. As empresas deverão organizar a infra-estrutura física (sala, mobiliário, quadro, giz etc) e os funcionários e técnicos que possam atuar como instrutores, além dos custos da implantação das unidades formadoras. Também deverão assegurar alimentação, uniforme e transporte aos alunos. Como incentivo, o MEC vai financiar a bolsa dos alunos durante seis meses, nos dois primeiros anos.

Cada empresa deverá montar uma unidade formadora com capacidade para 20 alunos por ano. Os cursos terão duração mínima de 600 horas/aula. Poderão participar empresas associadas, médias ou pequenas, e empreendimentos agroindustriais e rurais.

A inscrição deve ser feita na página do Escola de Fábrica na internet (www.mec.gov.br/semtec/Escola), onde as instituições podem encontrar informações sobre o projeto e o formulário para preenchimento e envio eletrônico ao ministério.




Fonte: RMT Online

Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: http://reporternews.com.br/noticia/360760/visualizar/