Repórter News - reporternews.com.br
Economia
Quarta - 24 de Novembro de 2004 às 11:57

    Imprimir


O ano de 2005 será o da redução de impostos para camadas populares, afirmou o ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Luiz Fernando Furlan, durante a cerimônia de posse da nova diretoria da Confederação Nacional do Comércio.

Ele acrescentou que 2003 foi, para o governo, o ano de arrumação de casa e do resgate da credibilidade e 2004 o da política industrial e da retomada do mercado interno "2005 precisa ser algo mais do que isso e quem lembrar da fala do presidente Lula vai lembrar que tem um capítulo importante que é a desoneração de bens de consumo massivo das famílias, principalmente das famílias dos trabalhadores", afirmou.

Furlan disse ainda que tem a compreensão do ministro da Fazenda Antônio Palocci e apoio do presidente Luiz Inácio Lula da Silva para que parte do excesso de arrecadação de impostos do governo "seja devolvido para que nós possamos realmente reduzir a tributação dos produtos de consumo popular".

Furlan conclamou os empresários do comércio a contribuir, repassando o benefício ao consumidor. "Isso significa aumento de vendas e melhora das condições sociais", afirmou.

O ministro Furlan também anunciou que já tem "o sinal verde do presidente " para a criação da Secretaria de Desenvolvimento de Comércio e Serviços. "Vamos ter o apoio do presidente para criar uma estrutura capaz de dar um atendimento mais condizente aos companheiros do comércio". Tomou posse como presidente da CNC para o período 2004-2010 o empresário Antônio Oliveira Santos.




Fonte: Agência Brasil

Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: http://reporternews.com.br/noticia/367383/visualizar/