Repórter News - reporternews.com.br
Nacional
Quinta - 16 de Setembro de 2004 às 17:28
Por: Mylena Fiori

    Imprimir


Os bancários de São Paulo acabam de encerrar a assembléia na qual decidiram manter a greve. Porto Alegre e Curitiba aderiram hoje à greve dos bancários, que começou na quarta-feira em Brasília, Rio de Janeiro e Florianópolis, além de São Paulo. O movimento também ganhou a adesão de cidades do interior de São Paulo, Rio de Janeiro e Santa Catarina, segundo balanço oficial da Confederação Nacional dos Bancários (CNB).

No resto do país, a categoria reúne-se a partir das 19h para decidir sobre a paralisação. Por enquanto, não há precisão de nova rodada de negociações da CNB com a Federação Nacional dos Bancos (FENABAN).

Segundo o Sindicato dos Bancários de São Paulo, Osasco e Região, 20 mil dos 106 mil trabalhadores dos bancos desses municípios pararam hoje. De acordo com a CNB, o movimento grevista cresceu em direção aos bairros e envolveu os bancos privados. Ontem, a paralisação concentrou-se basicamente em bancos federais. No interior, a paralisação ganhou a adesão dos bancários de Santos, Bauru, Presidente Prudente e Tupã. Em Mogi das Cruzes, 90% dos bancários pararam hoje.

Na cidade do Rio de Janeiro, a adesão é mais forte no centro, onde cerca de 90% das agências estão fechadas. Nos bairros, a greve atinge cerca de 50% das agências. No interior do estado do Rio de Janeiro, aderiam ao movimento Três Rios, Baixada Fluminense, Campos Goytacazes e Teresópolis. Em Itaperuna, Macaé e Niterói a greve é de 24 horas, com novas assembléias no final do dia.

Em Brasília, a adesão se mantém em 90% nos bancos federais. No setor privado, todas as agências da Asa Norte, Setor Comercial Sul, Conjunto Nacional e Gama estão fechadas. Já em Florianópolis, a greve prossegue com 100% de adesão no Banco do Brasil e na Caixa Econômica Federal e 60% nos bancos privados, sempre segundo a CNB. No interior de Santa Catarina, Concórdia e Chapecó entraram em greve.

Em Natal, a greve foi aprovada ontem e já atinge 95% dos bancos públicos e 30% dos bancos privados. Em Porto Alegre, que aderiu hoje à greve, cerca de 50% das agências dos bancos federais estão fechadas. Curitiba também aderiu hoje ao movimento, com paralisações no Banco do Brasil e Caixa e em alguns bancos privados. Também há paralisação em Umuarama, no interior do Paraná. Em Cuiabá e no Estado de Rondônia, os bancários fazem paralisação de 24 horas, com novas assembléias no final do dia.




Fonte: Agência Brasil

Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: http://reporternews.com.br/noticia/374464/visualizar/