Publicidade
Repórter News - reporternews.com.br
Nacional
Sexta - 13 de Agosto de 2004 às 08:09
Por: Marina Domingos

    Imprimir


O presidente do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), Marcos Barros, anunciou que realizará concurso público para a contratação de funcionários ainda neste ano. Segundo ele, 30% dos 930 concursados serão direcionados para trabalhar nas 435 unidades de conservação ambiental espalhadas por todo o país. “Não são os últimos a serem contratados, ainda temos um teto de dois mil servidores a contratar“, afirmou Barros.

O programa será implantado em parceria com a Organização das Nações Unidas para Educação, Ciência e Cultura (Unesco) e as organizações não-governamentais Conservação Internacional, The Nature Conservancy e a WWF Brasil. Os recursos, de US$ 4,5 milhões, serão aplicados na preservação dos sítios no país.

O secretário-executivo do Ministério do Meio Ambiente, Cláudio Langoni, informou que o ministério fará 150 novas contratações para fortalecer o quadro de funcionários e auxiliar nas atividades de preservação ambiental. “Não é só ter recursos, temos que ter uma estrutura mínima de gestão ambiental de controle das unidades, mesmo com parcerias de ongs e de outras instituições”, disse ele.

Para ajudar a combater o desmatamento crescente na Amazônia, o ministério pretende criar novas unidades de conservação ambiental. Segundo ele, dados científicos comprovam que as áreas indígenas e a unidades de conservação se constituem obstáculo reais ao avanço do desmatamento.

“Ao mesmo tempo que há necessidades de investimentos para conservação e implantação da adequada da gestão das unidades de conservação, há uma necessidade de expandir a criação dessas áreas como ferramentas essenciais de ordenamento territorial da Amazônia”, ressaltou Langoni.

Ele disse, ainda, que o ministério e o Ibama irão lançar, em breve, um Cadastro Nacional das Unidades de Conservação, que irá permitir que o público tenha acesso às informações sobre o grau de implantação das unidades em todo país, sejam elas de caráter estadual, federal ou privado. “Nós vamos ter uma avaliação mais segura das carências e das necessidades de ações de investimento na implantação dessas unidades“, explicou.




Fonte: Agência Brasil

Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: http://reporternews.com.br/noticia/376479/visualizar/