Publicidade
Repórter News - reporternews.com.br
Agronegócios
Quarta - 11 de Agosto de 2004 às 21:09
Por: Alana Gandra

    Imprimir


O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) vai desembolsar R$ 8,5 bilhões nos programas de financiamento da safra 2004/2005, que teve início em 1º de julho deste ano e vai até 30 de junho de 2005. O valor deve superar em 21% as liberações efetuadas na safra anterior. Os pedidos devem começar a chegar ao banco a partir do dia 23 de agosto, repassados pelos agentes financeiros, revelou o BNDES.

O principal programa do banco para o setor agrícola, o Moderfrota, teve um aumento de 144% no orçamento em comparação ao da safra 2003/2004, alcançando R$ 5,5 bilhões. O Moderfrota financia a compra de tratores e implementos agrícolas associados, colheitadeiras e equipamentos, e máquinas para preparo, secagem e beneficiamento de café.

Segundo informou o BNDES, os financiamentos para o setor agropecuário têm taxas fixas e encargos financeiros equalizados pelo Tesouro Nacional. As condições são determinadas por meio de resoluções do Banco Central, sendo a operacionalização efetuada pelo BNDES.

À exceção do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf), que é gerido pelo Ministério do Desenvolvimento Agrário, os demais programas agrícolas estão sob a coordenação do Ministério da Agricultura.

O Programa de Modernização da Agricultura e Conservação de Recursos Naturais (Moderagro), criado para estimular a correção de solos e a recuperação de áreas degradadas, vai receber R$ 900 milhões, com acréscimo de 7% sobre as verbas do ano-safra anterior.

Já o Programa de Incentivo à Irrigação e à Armazenagem (Moderinfra) tem orçamento de R$ 700 milhões para apoio econômico e ambiental ao desenvolvimento da agropecuária irrigada sustentável. O crescimento é de 40% sobre o orçamento passado.

Para o Programa de Desenvolvimento Cooperativo para Agregação de Valor à Produção Agropecuária (Prodecoop), cujo objetivo é estimular a competitividade agroindustrial das cooperativas brasileiras, devem ser liberados R$ 550 milhões. O crescimento previsto em comparação ao ano safra 2003/2004 é de 22%.

O Programa de Desenvolvimento do Agronegócio (Prodeagro) vai ter R$ 200 milhões. O programa tem como objetivo apoiar os setores de apicultura, aqüicultura, avicultura, floricultura, ovinocaprinocultura, sericicultura (bicho-da-seda), suinocultura e ranicultura.

Para o Programa de Plantio Comercial e Recuperação de Florestas (Propflora), que se destina a financiar a implantação e a manutenção de florestas de uso industrial, vão ser liberados R$ 50 milhões.

O Programa de Desenvolvimento da Fruticultura (Prodefruta), que apóia o desenvolvimento da fruticultura nacional, vai receber R$ 200 milhões, aumento de 122% em relação aos recursos da safra passada.

Para o Pronaf, o orçamento estimado no âmbito do BNDES é de R$ 170,5 milhões, com aumento de verbas de 70,5%. O programa presta apoio financeiro às atividades desenvolvidas pelo pequeno produtor rural e sua família.

O financiamento do setor agrícola pelo BNDES inclui ainda a Linha Especial de Financiamento Agrícola do banco para outros tipos de máquinas e equipamentos não abrangidos pelo programa Moderfrota. Essa Linha Especial vai ter desembolsos de R$ 300 milhões para o novo ano-safra e não conta com a equalização dos encargos financeiros pelo Tesouro.




Fonte: Agência Brasil

Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: http://reporternews.com.br/noticia/376590/visualizar/