Repórter News - reporternews.com.br
Agronegócios
Quinta - 05 de Agosto de 2004 às 18:28
Por: NELSON FRANCISCO

    Imprimir


O governador Blairo Maggi e o prefeito de Lucas do Rio Verde (354 km ao Norte de Cuiabá), Otaviano Piveta, inauguraram, na tarde desta quinta-feira (05.08), 10 Km de asfalto da primeira agroestrada de Mato Grosso, que liga a Rodovia da Mudança (MT-449) à Estrada da Baiana.

A obra, cuja extensão é de 27 km, será concluída até 30 de setembro. Executada com tecnologia da Petrobrás e em parceria do Município com a Associação dos Produtores Rurais da Linha 2, cada km de asfalto custou R$ 110, preço considerado baixo.

O asfalto vai beneficiar os produtores que poderão escoar sua produção onde antes havia uma estrada de chão intrafegável em período de chuva, fazendo a interligação das MTs, 449 e 338 com a BR-163.

"Isso abre uma nova perspectiva de fazer melhorias na infra-estrutura, com a participação comunitária, não só para garantir o bom escoamento e o conforto de quem precisa desta infra-estrutura, mas principalmente para consolidar regiões produtoras com a segurança e tranquilidade de poder se deslocar em qualquer época do ano", destacou Piveta.

Segundo Piveta, a agroestrada representa uma solução tecnológica inovadora de baixo custo sem que haja qualquer prejuízo para a qualidade final do projeto. O projeto pioneiro foi encabeçado pela prefeitura. Desde a compactação até o revestimento de capa asfáltica foram tomados todos os cuidados necessários para assegurar a resistência e a longevidade da obra.

"Buscamos saídas adequadas ao tamanho do nosso orçamento e o custo inédito de R$ 30 mil dólares por quilômetro abre uma nova perspectiva de fazer melhorias de infra-estrutura que garantam o escoamento da produção e boas condições de trafegabilidade em qualquer época do ano", disse ele.

"Essa nova concepção de estrada teve ousadia, mas acima de tudo fé para encontrarmos uma solução para escoar a produção. Foi uma solução inteligente para mostrar o que foi feito", frisou Piveta.

O governador não só elogiou a obra que propôs a ser um exemplo a ser seguido por outros municípios. "Tecnicamente a obra não tem nenhum defeito a ser colocado e atende muito bem as necessidades dessa localidade. É uma estrada que tem baixo fluxo, mas que vai permitir durante todo o ano tráfego normal e que será uma solução para muitos lugares", disse o governador.

Para o presidente da Associação dos Produtores Rurais da Linha 2, Oncival Gouveia Guimarães, a obra está sendo executada graças à parceria dos produtores, que a exemplo do Governo do Estado defendem o "compartilhamento" de tarefas para garantir melhor qualidade de vida à população. "O que parecia impossível percebe-se que agora é possível e a obra é uma realidade", disse.

Na opinião do secretário de Estado de Infra-Estrutura, Luiz Antônio Pagot, os produtores rurais estão fazendo a diferença "compartilhando tarefas para que todos juntos possam mudar o Estado".

Segundo Pagot, já existem 20 municípios localizados em várias regiões interessados em implantar agroestradas. Pelo projeto de Lucas do Rio Verde - com a tecnologia da Petrobrás - o asfalto suporta diariamente um fluxo de 100 carretas, sendo 45 toneladas por veículo, alcançando uma média de 4,5 mil toneladas por dia. "Essa é uma estrada não só para o presente, mas para o futuro. Esse modelo está dando muito certo e não precisamos reinventar a roda para fazer rodovia de baixo custo", assinalou o secretário.

Além de Pagot, acompanham o governador em viagem ao Município a secretária de Estado de Emprego, Trabalho e Cidadania, Terezinha Maggi, o presidente do Departamento Estadual de Trânsito (Detran), Moisés Sachetti, e o deputado Dilceu Dal Bosco.




Fonte: Redação/Secom-MT

Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: http://reporternews.com.br/noticia/377068/visualizar/