Repórter News - reporternews.com.br
Economia
Segunda - 12 de Julho de 2004 às 10:35
Por: Renato Andrade

    Imprimir


Brasília - O mercado continua apostando que o Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central manterá sua postura de cautela no tratamento da política monetária ao longo dos meses de julho e agosto. De acordo com pesquisa divulgada hoje pelo BC, em seu site na Internet, as instituições financeiras e empresas consultadas mantiveram a estimativa de que a Selic, a taxa básica de juros da economia, não deverá ser alterada em julho e agosto, permanecendo assim em 16% ao ano, como determinado em junho pelo Copom.

Para o final de 2004, os cálculos feitos pelas instituições ouvidas pelo BC é de que a Selic estará em 15,25% ao ano, pouco acima dos 15,13% ao ano estimados na pesquisa passada. Em termos de média, a aposta é que a Selic, ao longo de 2004, ficará em 15,90% ao ano, também um pouco acima dos 15,87%ao ano projetados no levantamento anterior.

Para o final de 2005, a expectativa das instituições é de a taxa básica de juros da economia brasileira estará em 13,75%, mesmo porcentual apresentado na pesquisa anterior. Em termos de média, essa taxa deverá estar em 14,38% em 2005, acima portanto dos 14,30% estimados até semana passada.

Câmbio

Os investidores também continuam apostando que o dólar norte-americano fechará o ano de 2004 valendo R$ 3,10. Para 2005, as apostas das instituições financeiras e empresas consultadas pelo BC também se mantiveram. A projeção é de que o dólar estará cotado, no final do próximo ano, em R$ 3,25.

No curto prazo, as projeções sofreram pequenas alterações. Tanto para o final de julho quanto para o final de agosto, as instituições estimam que o dólar estará valendo R$ 3,08, pouco abaixo dos R$ 3,10 estimados no levantamento anterior.




Fonte: Estadão.com

Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: http://reporternews.com.br/noticia/378204/visualizar/