Repórter News - reporternews.com.br
Politica Brasil
Sexta - 18 de Junho de 2004 às 10:35
Por: Márcia Raquel

    Imprimir


Uma nova reunião com o representante da direção nacional do PSB, Joilson Cardoso, na próxima segunda-feira, 21, vai definir o rumo do partido em Cuiabá. A menos que a Executiva Nacional considere o apelo feito pelo deputado estadual Eliene Lima para reavaliar o veto ao PSDB, o partido tem três opções: candidatura própria, coligação com o PT, ou aliança com o PPS.

O PSB faz parte da base de sustentação do governo Lula (PT) e, por essa razão, aprovou uma resolução vetando coligações com qualquer partido de oposição em nível nacional. Diante da situação, o deputado Eliene Lima, que sempre foi politicamente ligado ao deputado Wilson Santos, pré-candidato do PSDB, foi até Brasília, onde conversou com o presidente nacional do PSB, deputado federal Miguel Arráes, para tentar reverter a situação. Arráes teria concordado em rever a decisão.

A reportagem não conseguiu entrar em contato com o deputado Eliene. Assim que ele retornou de Brasília, seguiu para o interior do Estado. Seu telefone celular encontra-se fora da área de serviço desde quarta-feira, 16.

No entanto, para o presidente do PSB Estadual, Marco Antônio Caco dos Santos, o veto ao PSDB é irreversível. “A Executiva falou que não havia possibilidade de reavaliação”, frisou ao ressaltar, que a reunião do dia 21 será para “bater o martelo” sobre o rumo do partido. “Nós estamos trabalhando para uma aliança com o PPS porque entendo que é o caminho mais viável neste momento”, avaliou Caco. Qualquer que seja a decisão do PSB, ela deverá receber o aval da direção nacional.

No caso de candidatura própria, o nome consensual do PSB é o do deputado Eliene Lima, porém, ele já afirmou por diversas vezes que não pretende disputar o pleito.




Fonte: Diário de Cuiabá

Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: http://reporternews.com.br/noticia/380149/visualizar/