Repórter News - reporternews.com.br
Cidades/Geral
Quarta - 02 de Junho de 2004 às 10:26
Por: Wilder Alves

    Imprimir


Tangará da Serra a cada dia que passa está se tornando uma cidade, onde bandidos se especializam em aplicar golpes em membros da comunidade local. Há alguns dias a Polícia Militar de Tangará, através de um trabalho investigativo, conseguiu prender uma mulher portando cerca de R$ 11 mil em notas falsas de 50 reais. Ela já havia agindo há algum tempo no município, e foi detida através de denúncias feitas por vítimas, que alegaram à Polícia que a autora dos golpes seria uma mulher loira. Posteriormente a polícia também efetuou a prisão de mais três integrantes da quadrilha. O montante de notas falsas apreendidas ultrapassou os R$ 50 mil.

Outro golpe que está sendo aplicado, segundo informou o coordenador do Procon, Márcio de Oliveira Lopes, é através de algumas firmas fantasmas de São Paulo e Campinas que através de ligações telefônicas se passam por empresas idôneas que confeccionam listas telefônicas e lesam os comerciantes. Ainda de acordo com Márcio, o valor contido nos boletos bancários enviados aos comerciantes locais, varia de 03 parcelas de R$ 120 até 12 parcelas de R$ 250.

Ontem, por volta das 15h, Sílvia Regina dos Santos, foi vítima de um novo golpe. Segundo a vítima, ela havia feito um saque no banco e, na saída, foi abordada por uma moça que supostamente teria encontrado uma certa quantia em dinheiro (alegando ser R$ 15 mil) e perguntou a Sílvia se aquele dinheiro não era dela. Diante da negativa, uma terceira pessoa chegou e disse que o dinheiro pertencia a uma moça que estava do outro lado da rua.

Essa moça chegando, alegou que o dinheiro era dela e serviria para fazer o pagamento dos funcionários de uma determinada empresa, ficou agradecida e disse que queria recompensar quem havia encontrado o dinheiro. A vítima não aceitou, porém a primeira moça que a havia abordado argumentou que "já que ela está oferecendo não custa nada, vamos aceitar", disse a golpista.

Posteriormente se deslocaram para um restaurante no centro da cidade onde a pessoa falou que iria conversar com seu patrão, e voltando disse que queria conhecer cada uma das pessoas pessoalmente e convidou-as para ir a um local para receber os R$ 100. A primeira mulher deixou a bolsa com a vítima, foi até o local e voltou com o dinheiro, logo em seguida, a vítima deixou a bolsa com a mulher que já havia "recebido" o dinheiro e foi em busca da recompensa. No meio do caminho segundo a vítima, ela se tocou e voltou, porém, quando voltou não mais encontrou a bolsa que continha quase R$ 2 mil e nem as duas mulheres. A vítima registrou ocorrência na delegacia e o caso está sendo investigado pela Polícia Civil de Tangará da Serra.




Fonte: Correio Varzea Grandense/Tangará da Serra

Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: http://reporternews.com.br/noticia/381968/visualizar/