Publicidade
Repórter News - reporternews.com.br
Saúde
Sábado - 29 de Maio de 2004 às 21:28
Por: Mariângela Galluci

    Imprimir


Brasília - Responsável pela soltura na madrugada de hoje de 11 dos 14 investigados pela Operação Vampiro, o juiz Cloves Barbosa Siqueira, da 10ª Vara Federal de Brasília, deixou claro que poderá rever sua decisão caso surjam fatos que justifiquem uma nova prisão do grupo suspeito de cometer irregularidades na compra de hemoderivados. Até agora, três investigados continuam presos: os empresários Lourenço Rommel Peixoto, Jailes Jabour e Marco Chain, que se entregaram dias depois da prisão do restante do grupo. Como estão em prisão temporária, como os 11 já liberados, eles também poderão ser soltos nas próximas horas.

"Não resta qualquer dúvida sobre a possibilidade de nova representação pela prisão preventiva de todos os investigados, ou de alguns deles", afirmou ojuiz Siqueira em sua decisão.

Por volta das 20h30 de ontem, o magistrado assinou um despacho rejeitando o pedido da Polícia Federal e do Ministério Público para que fosse decretada a prisão preventiva dos suspeitos por entender que não ficou comprovado que, soltos, eles atrapalharão as investigações, cometerão novos crimes ou fugirão. Até então eles estavam presos temporariamente há dez dias. Nesse período, foram realizados interrogatórios e determinadas medidas como quebra de sigilos e indisponibilidade de bens. "Não há qualquer evidência de que, em liberdade, após toda a instrução processual, os investigados irão se furtar ao cumprimento da pena", afirmou o juiz.




Fonte: Estadão.com

Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: http://reporternews.com.br/noticia/382251/visualizar/