Repórter News - reporternews.com.br
Economia
Quarta - 19 de Maio de 2004 às 16:19
Por: Fábio Monteiro

    Imprimir


Representantes do Governo da Província chinesa de Ningxia estiveram reunidos, na manhã desta quarta-feira (19.05), com o secretário de Estado de Assuntos Estratégicos, Cloves Vetoratto, para conhecer tecnologias usadas por Mato Grosso na pecuária e agricultura (principalmente, em algodão).

O secretário explanou sobre as potencialidades de Mato Grosso, mostrando, por meio de data-show, dados de economia, territorial e populacional do Estado. Vettorato explicou também sobre a Amazônia Legal e a agricultura da região, que compreende Mato Grosso, Tocantins e Maranhão. “12,4% da Amazônia são habitados, sendo que em apenas 0,12% da faixa territorial é usado para agricultura”, explicou o secretário.

Os chineses perguntaram também sobre as questões indígenas em Mato Grosso. Cloves Vettorato informou que 17% do Estado são reservas indígenas. “A região do Xingu possui 2,2 milhões de hectares”, destacou.

Os visitantes conheceram o gabinete do governador Blairo Maggi e o Palácio Paiaguás. Durante a tarde, o grupo vai visitar um frigorífico e uma fazenda de criação de gado. No final do encontro, eles entregaram, como presente ao secretário, um prato de prata com desenho pré-histórico encontrado em ruínas da Província, que representa o Deus Sol.

“Essa visita é muito importante para Mato Grosso, principalmente às vésperas de uma viagem para China. O interesse do Governo de Ningxia no nosso Estado é plausível, já que nossa economia é parecida, notadamente na agricultura e pecuária. Podemos dizer que somos Estados-irmãos”, comentou o secretário de Assuntos Estratégicos.

A comitiva chinesa é composta pelo vice-governador de Ningxia, Cai Jun, os deputados Chen Zhigang e Liu Jinding, o diretor de empresa de alimentos, Xu Xing, e Han Maohua. De acordo com Chen, o interesse da província chinesa em Mato Grosso é por causa da reputação que o Estado tem em relação à agricultura e à pecuária.




Fonte: Secom - MT

Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: http://reporternews.com.br/noticia/383384/visualizar/