Repórter News - reporternews.com.br
Economia
Quinta - 29 de Abril de 2004 às 15:29
Por: Sérgio Gobetti

    Imprimir


Brasília - O secretário da Receita Federal, Jorge Rachid, confirmou hoje que recebeu pedidos do governo federal para estudar eventuais mudanças no Imposto de Renda, mas disse que a criação de uma alíquota superior de 35% para os maiores salários seria ineficaz em termos de arrecadação. "Nós pegaríamos um segmento muito pequeno, porque quem tem mecanismo de evasão vai fugir", disse em audiência da Comissão de Seguridade Social da Câmara.

Segundo ele, apenas 60 mil declarantes do IRPF ganham mais de R$ 12 mil mensais. "Fomos demandados. Os estudos estão sendo realizados, mas com determinadas alternativas a perda é muito grande", afirmou o secretário da Receita. "Quem paga imposto de renda é 6,6% da população economicamente ativa. Se permitirmos mais deduções, estaremos tornando o sistema mais regressivo e não progressivo, como se deseja", disse.

Rachid também praticamente descartou uma elevação da alíquota do Imposto de Renda de Pessoas Jurídicas, lembrando que a atual carga tributária sobre o lucro líquido paga pelas empresas chega a 34%, próximo do que ele considera o "limite mundial". "O imposto da pessoa jurídica poderia ser elevado, mas temos uma preocupação, porque o capital não tem pátria e, se o tributarmos mais, haverá fuga."




Fonte: Estadão.com

Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: http://reporternews.com.br/noticia/384485/visualizar/