Repórter News - reporternews.com.br
Cidades/Geral
Segunda - 26 de Abril de 2004 às 09:56
Por: Paula Muramatsu

    Imprimir


Moradores do bairro Três Barras e da região vizinha receberam diversas ações sociais durante todo o dia de domingo (25.04). O projeto “Cidadania e Segurança Pública” levou um mutirão de cidadania à Escola Municipal Firmo José Rodrigues, no Três Barras, em Cuiabá. Mais de 5 mil pessoas foram atendidas pelo projeto, que é executado em parceria pela Secretarias de Trabalho, Emprego e Cidadania (Setec) e de Justiça e Segurança Pública. A região do Três Barras, que engloba bairros como o 1º de Março, Altos da Glória, Planalto, Nova Conquista, Jardim Brasil, Dr Fábio, Novo Mato Grosso, possui cerca de 19,5 mil habitantes.

Entre os serviços que estavam sendo ofertados à comunidade estão emissão de carteira de identidade, alistamento militar, corte de cabelo, coleta de sangue, atendimento médico, emissão de CPF, atendimento jurídico, vacinação contra febre amarela, tétano e gripe para os idosos acima de 60 anos, palestras educativas, orientações sobre os direitos do consumidor, emissão de carteira de trabalho e esclarecimentos sobre o Sine, palestras sobre prevenção às drogas, atendimento preventivo odontológico, informações e orientações sobre previdência social, e diversas atividades recreativas e esportivas.

Segundo o presidente do bairro Três Barras, Joel Hortêncio, a região é carente e muitas pessoas não têm acesso aos serviços que estavam sendo ofertados. “O mutirão de cidadania proporcionou aos moradores do Três Barras e dos outros bairros vizinhos serviços importantes, como a emissão de documentos e orientações jurídicas. Isto é cidadania”, frisou Hortêncio.

A moradora do Altos da Glória, bairro da região do Três Barras, Valdirene Medeiros Oliveira aproveitou o mutirão para retirar sua carteira de identidade e para receber atendimento médico gratuitos. “O Governo e os demais parceiros estão de parabéns, pois este projeto possibilita que os mais carentes tenham acesso à serviços comunitários sem sair de casa”, disse a moradora.

O secretário-adjunto de Segurança, coronel Orestes Teodoro de Oliveira, afirmou que o projeto “Cidadania e Segurança Pública” foi ampliado justamente para aproximar as instituições governamentais e não-governamentais do cidadão carente. “O objetivo é levar os serviços de cidadania às comunidades distantes e carentes, promovendo a inclusão social dos moradores. Vale destacar que o projeto original, o ‘Ação Comunitária Integrada’, foi ampliado, agregando novos parceiros justamente para possibilitar cada vez mais serviços comunitários”, destacou o coronel, que também ressaltou a melhoria dos serviços prestados pelas Companhias de Polícia Comunitária após envolvimento no projeto. “Isto aproximou a polícia do cidadão”.




Fonte: Redação Secom - MT

Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: http://reporternews.com.br/noticia/384937/visualizar/