Repórter News - reporternews.com.br
Tecnologia
Domingo - 18 de Abril de 2004 às 12:48

    Imprimir


Steve Jobs, presidente da Apple, conseguiu diversificar sua linha de computadores visando à música digital, como mostra o sucesso do tocador de MP3 iPod.

Pela primeira vez desde o nascimento do tocador, em 2001, a Apple vendeu em um trimestre mais iPods do que computadores pessoais: 807 mil unidades foram entregues, uma alta de 900% em um ano. A empresa se orgulhou de apresentar seus resultados, na noite de ontem.

Apesar de o iPod representar apenas 14% deste total, seu sucesso explica em grande parte o forte aumento do volume de negócios (29%), para US$ 1,9 bilhão, o que permitiu multiplicar por três o lucro líquido da empresa, para US$ 46 milhões.

Mesmo estando ainda muito longe da gigante do setor, Microsoft, empresa habituada a lucros trimestrais de US$ 2 bilhões, a atração pelo iPod mostra que a Apple teve razão ao apostar todas as fichas neste mercado. "Fizemos muito bem em inovar e apostar em um mercado que vai valer US$ 1 bilhão de dólares daqui a alguns anos", disse ontem Jobs, referindo-se ao iPod.

As ações da Apple dispararam 9% nesta quinta-feira, a US$ 29,30 no fechamento da Bolsa de Nova York. Os grandes corretores comemoraram "os volumes impressionantes do iPod, que empurraram para cima o trimestre".

Padrão fechado

A Real Networks criticou nesta quinta a Apple por criar um sistema muito fechado para o iPod. Segundo Robert Glaser, presidente da Real, o tocador de música digital deveria ser compatível com outros programas além do iTunes --que serve tanto para gerenciar as canções no computador como para comprar novas músicas por meio da loja virtual da Apple.

Ao dizer isso, Glaser defende sua empresa, que também cria programas para baixar músicas e tem uma jukebox virtual, batizada de Rhapsody.

"Por que Steve [Jobs] tem medo de abrir o iPod e permitir que ele opere com outros programas que não sejam o iTunes?", questionou Glaser no "New York Times".

Glaser ameaçou buscar uma associação com a Microsoft, adotando seu formato de música digital WMA, se Jobs não aceitar a idéia de uma sociedade com ele no iPod.




Fonte: France Presse/Nova York

Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: http://reporternews.com.br/noticia/385684/visualizar/