Repórter News - reporternews.com.br
Agronegócios
Terça - 13 de Abril de 2004 às 18:36
Por: Suzi Bonfim

    Imprimir


O secretário de Desenvolvimento Rural de Mato Grosso, Homero Pereira, o secretário-adjunto de Agricultura Familiar, Jilson Francisco da Silva, o presidente da Empresa Mato-grossense de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (Empaer), Aréssio Paquer e Edson Paulino de Oliveira, diretor Administrativo do Instituto de Defesa Agropecuária (Indea), recepcionam nesta quarta-feira (14/04) o primeiro grupo de agricultores familiares na terceira edição da Agrishow Cerrado 2004, em Rondonópolis (220 quilômetros de Cuiabá).

A agricultura familiar tem um estande voltado especialmente para o setor que reúne além dos órgãos do governo Maggi, o Banco do Brasil, o Fundo de Apoio à Cultura do Algodão (Facual), a Federação dos Trabalhadores da Agricultura de Mato Grosso (Fetagri) e a secretaria de Estado der Desenvolvimento do Turismo. Agricultores familiares de 26 municípios confirmaram presença em um dos maiores eventos do agronegócio brasileiro. Eles foram selecionados pelos Conselhos Municipais de Desenvolvimento Rural Sustentável.

Mato Grosso, de acordo com a secretaria de Estado de Desenvolvimento Rural (Seder), tem cerca de 140 mil agricultores familiares entre produtores tradicionais, assentados e quilombolas. O setor é responsável por, aproximadamente, 70% do abastecimento interno do Estado. Dependendo do produto o índice é de quase 100%.

Na Agrishow Cerrado, o governo Maggi irá apresentar os principais programas que estão sendo desenvolvidos em benefício do setor. Entre as ações do Poder Executivo está a reestruturação da secretaria responsável pela área que passou a ter uma secretaria-adjunta de agricultura familiar para tratar dos assuntos ligados á área. “A implantação da secretaria adjunta garantiu agilidade e transparência nas ações e, principalmente, maior eficiência na aplicação dos recursos”, avalia Homero Pereira.

INVESTIMENTO SOCIAL - No estande com 400 metros quadrados os agricultores familiares vão conhecer o projeto “Vida Nova” da Empaer, uma proposta de agricultura sustentável com garantia de subsistência e renda para uma família de cinco pessoas em uma área de 1.3 hectares. Também serão apresentados os resultados do setor na produção de algodão. O número de agricultores familiares cadastrados no Programa de Incentivo à Cultura de Algodão em Mato Grosso (Proalmat) subiu de oito em 2003 para 118 produtores este ano. Processo que tem o incentivo da Fetagri na produção do algodão colorido. Nesta safra, o Estado, maior produtor de algodão do país, deve produzir 570 mil toneladas de pluma em uma área de 420 mil hectares, 36% maior que no ano passado.

Com os recursos provenientes da isenção fiscal do produtor na comercialização do algodão – dos 75% que o produtor deixa de recolher, 15% são depositados no Facual – projetos sociais estão sendo desenvolvidos no Estado. Cerca de 500 mil já foram aplicados pelo Facual em três projetos: cooperativa Algo D+, no Centro Estadual de Educação Profissional e Tecnológico (Ceprotec) e na BioFábrica, na região de Rondonópolis.




Fonte: Estadão.com

Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: http://reporternews.com.br/noticia/386161/visualizar/