Publicidade
Repórter News - reporternews.com.br
Nacional
Quarta - 07 de Abril de 2004 às 08:49
Por: Rodrigo Morais

    Imprimir


Rio - Após ter priorizado o interior do País, o Fome Zero deve começar a funcionar nos grandes centros urbanos dentro de três meses. A afirmação foi feita nesta terça-feira pelo coordenador de Mobilização Social do Programa, Frei Betto. "Em algumas grandes capitais, por força do próprio governo municipal, como é o caso da Grande São Paulo, já funciona", acrescentou ele, que recebeu doação de R$ 50 mil para o Fome Zero da Associação Nóbrega de Educação e Assistência Social, entidade mantida por jesuítas.

Frei Betto explicou que, em seu primeiro ano, o Fome Zero esteve presente nos municípios do semi-árido nordestino, do norte de Minas, da Amazônia, nas comunidades quilombolas, aldeias indígenas, populações que vivem de lixões e sem-terra. "A meta agora é chegar aos bolsões das grandes cidades. Estamos planejando a metodologia para isto."

Munido de estatísticas, o coordenador do Fome Zero tentou demonstrar que o programa não foi paralisado pela crise política deflagrada pelo caso Waldomiro Diniz. Frei Betto disse que cerca de 3,6 milhões de famílias, aproximadamente 15 milhões de pessoas, já são atendidas pelo Bolsa Família, que elevou a renda dos beneficiários, segundo ele, de R$ 22 para R$ 73, em média. "Esse trabalho de maneira alguma foi afetado pelo caso Waldomiro", afirmou. A meta é atingir 44 milhões de pessoas até 2006.




Fonte: Estadão.com

Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: http://reporternews.com.br/noticia/386738/visualizar/