Publicidade
Repórter News - reporternews.com.br
Cidades/Geral
Terça - 06 de Abril de 2004 às 12:04
Por: Maria Helena Benedeti Barbuio

    Imprimir


população do distrito de Boa Esperança vive hoje um dia de muita expectativa. É que a partir das 14h (horário de Brasília) o Supremo Tribunal de Justiça (STJ) irá julgar em última entrância o processo que pede a inconstitucionalidade da criação do município de Boa Esperança, criado e sancionado pelo ex-governador Dante de Oliveira, no dia 29 de março de 2000.

O processo foi movido pelo município de Nova Ubiratã, que se sentiu lesado na perda de quase 300 mil hectares (296) e entrou na Justiça baseado no fato de que o município teria sido criado em ano de eleição, o que é proibido pela constituição. O governo do Estado e a Assembléia Legislativa entraram na briga contra a ação mas Nova Ubiratã que acabou ganhando na Justiça Estadual. O caso foi parar na Justiça Federal e hoje será julgado. O distrito pertence a Sorriso e foi formado com 478 mil hectares, sendo que 182 mil foram desmembrados de Sorriso e o restante (296) de Nova Ubiratã.

O futuro do distrito vai depender do resultado da votação do STJ. Se o governo ganhar a causa Boa Esperança se torna efetivamente município, caso perca, as eleições que poderiam acontecer em outubro não serão realizadas. “Estamos vivendo hoje um dia de final de copa do mundo”, declarou ao Só Notícias, o presidente do clube de serviço Força Jovem, José Marcos Pereira. “O futuro de nossa cidade será decidido hoje. O TRE (Tribunal Regional Eleitoral) está dependendo dessa decisão para realizar as eleições este ano em Boa Esperança”, completou.

José Marcos, disse que a população, encabeçada pelos jovens, e conta com o apoio da entidade, irá realizar uma mobilização nas ruas da cidade à espera do resultado da votação do STJ. “Se ganharmos vamos fazer uma festa com fogos, pois isso significa a redenção e o progresso de nossa cidade que hoje conta com várias empresas, inclusive, multinacionais, e cresce a cada dia”, destacou.

Marcos explicou que a ação movida pelo Estado e a Assembléia, está baseada no fato de que apesar de 2000 ter sido um ano eleitoral (eleições municipais) em Boa Esperança não houve eleição, o que dá brecha para que a ação tenha possibilidade de ser aceita pelo supremo tribunal. “Essa é a nossa esperança, que o supremo acate essa ação e de fato crie o município de Boa Esperança”, finalizou confiante.

Boa Esperança está localizado a cerca de 70 km de Sorriso. Hoje a população é de cerca de 10 mil habitantes e cerca de 3 mil são eleitores. A base da economia é a agricultura e nesta safra 180 mil hectares foram cultivados com




Fonte: Só Noticias

Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: http://reporternews.com.br/noticia/386832/visualizar/