Publicidade
Repórter News - reporternews.com.br
Internacional
Terça - 06 de Abril de 2004 às 11:47

    Imprimir


Dezenove pessoas morreram e 27 ficaram feridas nas últimas 48 horas no Iraque. Dentre os que morreram, sete eram americanos e 12 iraquianos. A confirmação foi feita nesta terça-feira por fontes médicas e militares.

Nos últimos dias, o Iraque está enfrentando vários confrontos entre tropas da coalizão e militantes xiitas seguidores de Moqtada al Sadr. Ontem, as tropas americanas cercaram a cidade de Fallujah, a 50 km a oeste de Bagdá, dando início a uma grande operação em resposta ao assassinato de quatro americanos na semana passada por rebeldes sunitas --após terem sido atingidos por balas, os americanos tiveram seus corpos mutilados e expostos como sinal de "vitória".

No fim de semana, milhares de manifestantes xiitas protestaram contra a prisão de Mustafa al Yacoubi, o braço direito de Al Sadr, e contra o fechamento do jornal de Al Sadr, "Al Hawza", pela administração americana. Os protestos aconteceram em várias cidades iraquianas, mas foram mais intensos em Najaf --cidade sagrada para os xiitas e localizada no sul do Iraque.

Americanos

Três soldados e quatro fuzileiros navais americanos morreram em ataques separados próximos à cidade de Bagdá como "resultado de uma ação inimiga" na Província de Anbar. A confirmação das mortes foi feita hoje por um militar.

Os quatro membros da 1ª Força Expedicionária da Marinha foram mortos na segunda-feira, enquanto "conduziam operações de segurança e de estabilização".

Os três soldados mortos eram membros da 1ª Divisão Blindada. Um deles morreu quando um comboio americano foi atacado com armas leves e lança-granadas. O segundo morreu quando seu veículo foi atingido por uma granada durante um ataque e o terceiro morreu depois que seu carro também foi atingido por uma granada nesta terça-feira.

Iraquianos

Doze iraquianos morreram e 27 ficaram feridos nas últimas 48 horas em Amara, no sudeste do Iraque, onde se registraram confrontos entre forças britânicas e militantes do dirigente radical xiita Al Sadr. Os números foram informados nesta terça-feira por uma fonte médica.

"Até agora, contamos 12 mortos e 27 feridos", declarou Khamel Chiaa al Uraybi, diretor geral do departamento de saúde da Província.

"Foguetes antitanque foram disparados contra o quartel-general das forças britânicas na cidade pelos partidários de Al Sadr", informou Ali Mohamed Khaber. Ele ainda afirmou que, em seguida, as forças britânicas mobilizaram tanques e veículos de transporte de tropas nas principais artérias da cidade.




Fonte: Folha Online

Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: http://reporternews.com.br/noticia/386836/visualizar/