Publicidade
Repórter News - reporternews.com.br
Economia
Sexta - 02 de Abril de 2004 às 16:55

    Imprimir


Foi por unanimidade que a assembléia geral conjunta das Cooperativas Sicredi Comércio e Sicredi Engenharias, realizada no dia 1º de abril, às 19 horas, aprovou a criação da Sicredi Empreendedores. Esta é a primeira vez em Mato Grosso que se registra uma incorporação de cooperativas. Uma tendência mundial que começa a ser colocada em prática no Estado.

”Esse é um momento histórico para o cooperativismo mato-grossense e a incorporação é o modelo do cooperativismo moderno, pois a cooperativa deve ser viável para os sócios e competitiva no mercado”, disse o vice-presidente do Sicredi/MT, Eledir Techio.

A Cooperativa Sicredi Comércio, incorporou a Cooperativa Sicredi Engenharias e os números mostram que elas juntas ganham força. A redução dos custos administrativos será de mais de R$ 160 mil/ano, além disso, ganha representatividade e diversifica as atividades. Com a união, a Sicredi Empreendedores, que vai atuar na grande Cuiabá, com 4 unidades de atendimento, nasce com 1.059 associados , um capital social de mais de R$ 1 milhão, ativo de R$ 8,2 milhões, patrimônio líquido de R$ 855 mil. “Vamos ter um aumento de 40% no capital e muito trabalho pela frente”, diz o ex-presidente da Sicredi Comércio e atual presidente da Sicredi Empreendedores, Hermes Martins. Segundo Martins, “houve um grande período de namoro, noivado e agora casamento das duas cooperativas, mas entendemos que saímos fortalecidos”.

Aldo Romani, um dos coordenadores da comissão que viabilizou o projeto de incorporação e um dos vice-presidentes da Sicredi Empreendimentos, disse que “em função do aumento de capital e do patrimônio líquido, vai aumentar o limite de crédito”. Antes cada associado da Sicredi Comércio tenha um limite de 63 mil reais e na Sicredi Engenharias era de pouco mais de 17 mil reais. Agora, com a nova cooperativa, o limite individual passou a ser de 77 mil. Além disso, a Sicredi Empreendedores pode se comprometer com as demais fontes de repasse em até R$ 7,7 milhões.

O ex-presidente do Sicredi Engenharias e atual vice-presidente da Sicredi Empreendedores, Edir Cunha de Moraes, disse que “não podíamos deixar de seguir esse novo caminho e nossos ideais cresceram e não morreram”.




Fonte: Redação/24 Horas News

Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: http://reporternews.com.br/noticia/387157/visualizar/