Repórter News - reporternews.com.br
Nacional
Segunda - 30 de Novembro de -0001 às 00:00

    Imprimir


Os índios tupiniquins e guaranis do Espírito Santo estão mantendo quatro veículos da Fundação Nacional de Saúde (Funasa) em suas aldeias em protestos contra a falta de atendimento médico aos quase dois mil índios distribuídos nas sete aldeias de Aracruz. O clima de revolta também tem como motivo a absolvição dos assassinos da índia Lucimara Carvalho Marinho, de 18 anos, esfaqueada e degolada em novembro de 2003 enquanto dormia em sua casa.

Por causa do assassinato da índia cerca de 150 guaranis e tupiniquins depredaram o fórum de Aracruz protestando contra a absolvição do ex-companheiro de Lucimara, Alexandre Samora Farina, e seu cúmplice Carlos Eduardo Ribeiro dos Santos, réus confessos do crime e que foram inocentados em júri popular. O Ministério Público Estadual está pedindo a anulação do caso e a realização de um novo júri.

No caso da retenção dos quatro carros da Funasa o cacique da aldeia de Caieiras Velhas, Vilson Benedito de Oliveira denuncia a falta de marcação de consultas, exames e cirurgias e transportes para seus doentes pois há somente um veículo para atender às sete aldeias localizadas no município de Aracruz, no norte do Estado. E mesmo assim o carro só funciona no horário comercial. Se houver uma emergência durante a noite não há como prestar socorro médico aos índios.

De acordo com o cacique, após uma reunião dos índios com representantes da Funasa e da Funai (Fundação Nacional do Índio), foi firmado um acordo em que a Funasa se compromete a discutir a situação juntamente com a administração municipal. Na segunda-feira a Comissão de Caciques se reúne com a prefeitura, Funasa e Funai para discutir o assunto e enquanto a situação não se resolve os índios estão mantendo os carros na aldeia e não descartam a possibilidade de saírem em caminhada para uma manifestação em frente à sede da Funasa, em Vitória.





Fonte: JB Online

Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: http://reporternews.com.br/noticia/387605/visualizar/